Menu

Coluna / Carol Vasconcelos / Papo de Mãe / A Madrasta!

Nada nos prepara para este momento, você sempre imagina, mas nunca está preparada!

Imagem: Reprodução/InternetImagem: Reprodução/Internet

Cada pessoa reage de um jeito, às vezes é uma experiência dolorida ou um alívio.

O divórcio por si só é uma carga emocional muito pesada, para ambos os lados, independente da forma como aconteceu, é um trauma muito grande.

Qualquer relacionamento que se inicia após um término, acredito eu que seja uma relação muito delicada, ainda mais quando se tem filhos, é uma decisão arriscada, pois o novo companheiro passa a manter um relacionamento não só com você, seja o pai ou a mãe, mas com os filhos e toda a família, querendo ele(a) ou não.

No meu caso, o meu ex assumiu o relacionamento com a namorada, um dos motivos da minha separação.

Imagina a minha reação!!! Fiquei impactada, rsrsrs!!

Por mais que eu tenha superado, que eu mantenha uma relação sadia com o meu ex-cônjuge, essa situação me doeu muito, pois tive a certeza de que ele não me amava, e isso é complicado.

Como você vai continuar mantendo a política da boa vizinhança, se você está com um turbilhão de emoções por dentro?

Então pensei:

- Ele a escolheu, e isso deve ter algum valor pra ele. Como vou fazer para continuar mantendo o respeito e explicar pras minhas filhas o que está acontecendo?

Me coloquei no lugar dele!

Se ele resolveu assumir é porque o mesmo tem absoluta certeza dos sentimentos dele e não é uma coisa passageira.

No meu caso, como eu não tenho tempo nem de respirar, eu não me dei a chance de amar de novo! Um novo relacionamento demanda tempo e dedicação a outra pessoa, e no momento a minha prioridade são minhas filhas, e venhamos e convenhamos todos sabemos que o filho é mais da mãe né?!

Daí vem a situação machista, sexista e patriarcal da sociedade.

Uma coisa é um pai divorciado que começa um novo relacionamento. É totalmente normal, e até bonito!

Outra coisa é uma mulher assumir um relacionamento. Aí a mulher é sempre mal vista querendo ou não, pois não é o pai dos seus filhos!!!

Isso quando a mulher dá sorte de encontrar alguém que seja digno de assumir um papel tão importante, como padrasto.

Pois todas nós sabemos que quando eles sabem que a mulher tem filhos, ou querem aproveitar da situação, muitas vezes da carência ou Deus me livre de coisa pior ou correm mais que atletas na maratona de São Silvestre!

Então mamães e papais, seguem algumas dicas para ter um relacionamento sadio com seus filhos e os novos parceiros:

1 - Não assuma um relacionamento com alguém que você não conheça e confie o suficiente para colocar na sua vida e meio social. Tenha um relacionamento discreto e com tempo para que você tenha confiança o suficiente para assumir a pessoa.

2 - Seja verdadeiro sempre, tanto com seus filhos quanto com a pessoa que você escolheu. Defina suas prioridades.

3 - Dialogue sempre! Só assim você vai saber se seus filhos estão confortáveis com a situação, se estão sendo ameaçados ou com medo!

4 - Fique sempre atento! Infelizmente ninguém conhece o coração e a cabeça de ninguém. O mundo está muito perigoso.

5 - Não coloque qualquer um ou várias pessoas no seu ciclo social. Isso é perigoso, faz com que seus filhos se sintam inseguros e querendo ou não você vai deixá-los de lado.

6 - Não brigue e nem discuta na frente do seu filho!

7 - Seja educada com a madrasta ou padrasto! Sim, rsrs, mesmo que seja difícil, mas faça isso pelos seus filhos. Eles não têm culpa de nada.

8 - Não se culpe por nada! Viva sua vida!

Mulher, Mãe, Divorciada, Graduada em Logística e Pós-Graduada em Gestão de Projetos, Coach Life and Business. Criadora do Blog Terapia de mães.

Visite o blog desta colunista: terapiademaes.blogspot.com