;
Menu

Coluna / Cultura Pop / Power Rangers e Fragmentado

Olá amigos! Compartilho com vocês a minha opinião sobre dois filmes que assisti essa semana e ainda estão em cartaz nos cinemas: Power Rangers e Fragmentado.

Mas antes da crítica, quero me apresentar à vocês: Prazer, sou Kimberly. Nasci na Alameda dos Anjos, meu uniforme de trabalho é rosa e tenho um relógio maneiro que além de morfar, é a chave do meu carro que por sinal é um pterodátilo robô!

Filme Power Rangers / Foto: Lions GateFilme Power Rangers / Foto: Lions Gate

Sou fã de carteirinha dos Power Rangers e não pude deixar de ver o filme. Explicativo, moderno, didático e descreve cada personagem com sua história, desde Zordon, Rita, Alfa e os heróis principais, claro. É um filme leve, sem muitas emoções e ótimo pra assistir na sessão da tarde. Ou seja, resumi sem dar spoilers e mesmo assim, contei o filme todo! Pra quem é fã como eu, vai sentir falta dos efeitos toscos, piruetas pra dar um simples chute, roupa de pano com um capacete de motoqueiro... Enfim, saudades.

Pulo pro segundo filme, “Fragmentado”, totalmente oposto de emoções e conteúdo infantil do primeiro. Quem dirigiu o longa foi o diretor M. Night Shyamalan, o mesmo do Sexto Sentido (aquele que o menino vê pessoas mortas) e Sinais (aquele do Mel Gibson que tem os ET’s e dá um super medão do caramba!), pois bem, a pegada é a mesma.

Na história, Casey (Anya Taylor-Joy) e mais duas colegas que depois de sair de um aniversário, é sequestrada e colocada em um espaço fechado com as outras adolescentes por Kevin (James McAvoy, o professor Xavier de XMan, o novo, não o velho), um sujeito que possui o Transtorno Dissociativo de Identidade, manifestando 23 personalidades, sendo que a 24ª é uma espécie perigosíssima.

Shyamalan apresenta três tramas: a primeira na vivência das meninas no cativeiro; a segunda focada na infância de Casey pontuada através de flashbacks dela na relação com o pai e tio; e a última na interação de Kevin com a sua terapeuta, que desconfia que seu paciente está escondendo algo.

Filme Fragmentado / Foto: magazine-hd.comFilme Fragmentado / Foto: magazine-hd.com

Fragmentado é tenso, assustador, mistura natural-sobrenatural e com uma interpretação incrível do elenco. Vale a pena conferir.



Graduada em Publicidade e Propaganda, pós-graduada em Rádio e TV. Ilustradora, designer, metida a sinuqueira e telespectadora assídua de séries e filmes em alta velocidade.




Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar