Menu

Confira as 21 cervejas da Backer que não podem mais ser comercializadas

Com a suspensão da produção e comercialização de todas as cervejas e chopes produzidos pela Backer, nesta segunda-feira (13), outras 20 marcas da empresa, além da Belorizontina, deverão ser recolhidas dos pontos de venda. A empresa detém, atualmente, 21 produtos, que tiveram a circulação proibida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Captura de tela do site da Backer com algumas das marcas da empresa — Foto: Site oficial da BackerCaptura de tela do site da Backer com algumas das marcas da empresa — Foto: Site oficial da Backer

A medida foi tomada após a Polícia Civil informar, na manhã desta segunda, que exames realizados em amostras colhidas na fábrica da cervejaria indicaram a presença de dietilenoglicol e monoetilenoglicol em amostras colhidas no tanque de resfriamento. Uma nova vistoria deve ser feita nesta terça-feira (14).

Apesar de proibir a venda, o Mapa salientou que, por enquanto, só foram encontrados vestígios de dietilenoglicol e monoetilenoglicol em amostras da marca Belorizontina, sendo a ação desta segunda uma medida preventiva.

"Até o momento não há resultado laboratorial que confirme a presença de etilenoglicol ou dietilenoglicol em outras marcas de cerveja da empresa, estes produtos estão sendo analisados e, caso existam resultados positivos, novas medidas serão adotadas", diz nota enviada à imprensa.

Confira os 21 produtos que devem ser recolhidos:

Backer Pilsen
Backer Trigo
Backer Pale Ale
Bakcer Brown
Medieval
Pele Vermelha
Bravo
Exterminador de Trigo
Três Lobos
Capitão Senra
Corleone
Tommy Gun
Diabolique
Backer Pilsen Export
Backer Bohemia Pilsen
Julieta
Backer Reserva do Proprietário
Fargo 46
Cabral
Cacau Bomb
Belorizontina

A forma como os produtos serão recolhidos ainda será divulgada pela empresa. O Mapa não detalhou se houve determinações quanto ao prazo e a forma de retirada de circulação.

Com Hoje em Dia




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados