Menu

Após erros em notas do Enem, confira perguntas e respostas sobre o Sisu 2020

A prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi feita, o resultado saiu e as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) já começaram. Contudo, ainda assim, sempre surge aquela dúvida que a gente não consegue sanar com os amigos.

Foto: ReproduçãoFoto: Reprodução

Por isso, a reportagem de GaúchaZH conversou com André Corleta, diretor de ensino do Me Salva, plataforma de ensino online com foco na preparação para o Enem, entre outros vestibulares, para saber quais são as dúvidas mais frequentes sobre o exame e sobre o Sisu nesta etapa do processo de busca por uma vaga em instituições públicas de ensino. Confira:

Por que o site do Sisu apresenta lentidão?

Desde que o portal do Sisu abriu as inscrições, na madrugada desta terça-feira (21), apresentou dois episódios de instabilidade - um por volta das 2h e outro às 10h30min. Para os candidatos, aparecia a mensagem de que o prazo para se candidatar estava encerrado, sendo que o término das inscrições ocorre somente no domingo (26). A assessoria de imprensa do Ministério da Educação (MEC) informou que a situação já foi normalizada, apesar de as queixas na redes sociais persistirem. O MEC alega que o grande volume de acessos tem provocado a lentidão e as constantes quedas da plataforma. Essa não é a primeira vez que o site apresenta problemas. Desde 2017, os estudantes enfrentam alguma dificuldade relacionada à lentidão, falha no login e vazamento de dados.

Até que dia vão as inscrições para o Sisu?

O fim do prazo de inscrições no site do Sisu foi prorrogado até domingo (26). Anteriormente, está previsto para sexta-feira (24), mas os erros identificados na correção das provas do Enem – que afetaram cerca de 6 mil candidatos – fez com que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciasse, na segunda-feira (20), a alteração no prazo. A mudança da data limite é um alívio para os estudantes, já que a nota do Enem é usada no Sisu.

O que é preciso para me inscrever?

É necessário ter feito o Enem 2019, ter em mãos seu número de inscrição no exame e a senha de acesso, que é mesma do Enem. Neste link, é possível resgatar seu protocolo de inscrição.

A qual modalidade de acesso pertenço?

No Sisu, existem três modalidades de concorrência: a ampla, a de ação afirmativa e a lei de cotas.

A primeira diz respeito a qualquer pessoa que tenha feito o exame em 2019, ou seja, ela não exige qualquer tipo de requisito. A de ação afirmativa - destinada a quilombolas e refugiados, por exemplo, – é particular de cada instituição de ensino, quer dizer, algumas universidades têm uma reserva de vagas, além da prevista pela lei de cotas, ou podem dar uma espécie de pontuação extra do vestibulando que se encaixar na política criada.

Por fim, a lei de cotas deve reservar metade das vagas totais para pessoas oriundas da rede pública. Metade deste montante – 25% do total – é destinado aos que têm renda de até 1,5 salário mínimo por pessoa. Ainda existem vagas reservadas para cotistas autodeclarados negros, pardos ou indígenas, de acordo com o censo de cada região.

Vale ressaltar que o candidato só concorre com pessoas que optaram pela mesma modalidade de entrada que ele. Ou seja, aqueles que escolheram entrar por meio da ampla concorrência não disputarão vagas com cotistas.

Como faço para comprovar minha modalidade de acesso?

No site do Sisu, é apresentada a lista de documentos necessários para a matrícula na universidade e somente isso. É na instituição de ensino, no momento da matrícula presencial, que você comprova sua autodeclaração e renda. É importante ficar atento aos papeis exigidos, pois o não cumprimento do que é solicitado leva à perda da vaga.

Posso me inscrever na primeira e na segunda opção no mesmo curso e instituição, mas em modalidades de acesso diferentes?
Não é permitido se candidatar a um mesmo curso e universidade, em modalidades de acesso diferentes. Contudo, é permitido que você concorra ao mesmo curso em universidades distintas, com modalidades de acesso diferentes.

O que é a nota de corte?

Uma vez por dia, durante o período de inscrição, o Sisu calcula a menor nota para o candidato ficar entre os potencialmente selecionados para cada curso, com base no número de vagas disponíveis e no total dos candidatos inscritos para aquele curso, por modalidade de concorrência. Essa é a nota de corte. Caso sua nota esteja abaixo do último colocado, você está de fora da disputa por uma vaga no curso que deseja. Caso ela esteja acima, ainda há chances de garantir a tão sonhada vaga no Ensino Superior.

Quem consegue entrar primeiro no portal e fazer os procedimentos de inscrição tem mais chance de conseguir a vaga desejada?
Não. A oportunidade independe do momento em que a inscrição foi feita. O que importa é a nota de corte do curso e a do candidato. Caso ela esteja acima do score mínimo, a pessoa tem chances de conquistar a vaga.

Com Gaúcha ZH




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados