Menu

Tarifa Social: quase 8 milhões deixam de usar direito a desconto na energia elétrica

Aproximadamente oito milhões de famílias de baixa renda não estão aproveitando o benefício de pagar a conta de luz com descontos que podem chegar a 100%. De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), dos 24,9 milhões de famílias elegíveis para receber a Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), apenas 17,05 milhões estão usufruindo do benefício, o que significa que 7,92 milhões têm direito ao desconto, mas não o estão utilizando. Os dados da Aneel são referentes a fevereiro de 2024.

Foto: Reprodução InternetFoto: Reprodução Internet

Atualmente, a Tarifa Social é concedida automaticamente às famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Se uma família atende aos critérios de ter uma renda per capita familiar de meio salário mínimo e ainda não está no CadÚnico, a orientação do governo federal é solicitar o benefício nos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) disponíveis em todo o país.

Os estados onde o desconto é mais utilizado proporcionalmente pelas famílias com direito a ele são Ceará (87,2% das famílias aptas a receber o benefício o utilizam), seguido da Paraíba (79,9% das famílias o utilizam) e Alagoas (79,5%). Os estados com menor utilização são Amazonas (apenas 32,7% das famílias elegíveis o utilizam), seguido pelo Distrito Federal (38,9%) e Santa Catarina (42,3%).

A Tarifa Social de Energia Elétrica foi instituída em 2002. Para se beneficiar, as famílias precisam cumprir requisitos, como estar inscritas no CadÚnico e ter renda familiar mensal de até meio salário mínimo por pessoa.

O benefício também é estendido às famílias com renda mensal de até três salários mínimos que possuam uma pessoa com deficiência (física, motora, auditiva, visual, intelectual ou múltipla), cujo tratamento requeira dispositivos que consumam energia elétrica. Idosos com mais de 65 anos e pessoas com deficiência que recebam o Benefício de Prestação Continuada (BPC) também podem solicitar o desconto.

As famílias classificadas na subclasse de baixa renda com um consumo de até 30 kWh por mês pagam 65% a menos na conta de luz. O segundo desconto é de 40% e é aplicado a quem consome de 31 kWh até 100 kWh por mês. O terceiro desconto é de 10% e é aplicado para consumo entre 101 kWh e 220 kWh mensais.

Para famílias indígenas e quilombolas inscritas no Cadastro Único, as condições são diferentes: até 50 kWh por mês, a conta de energia tem um desconto de 100%. Para a faixa de consumo de 51 kWh a 100 kWh por mês, o desconto é de 40%. O abatimento é de 10% para a faixa de consumo de 101 kWh a 220 kWh por mês.

Da Redação com Itatiaia

Clique e siga as redes sociais do SeteLagoas.com.br para ficar bem informado: InstagramTwitterThreadsYouTubeTikTok e Facebook

Receba as notícias do SeteLagoas.com.br via Whatsapp AQUI



Publicidade

+ Brasil

Justiça mantém prisão de mulher que tentou obter empréstimo com cadáver do tio

Justiça mantém prisão de mulher que tentou obter empréstimo com cadáver do tio

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decidiu, em uma audiência de custódia realizada na quinta-feira (18), que Érika ...

André Marques revela batalha pessoal contra vício em tabaco

André Marques revela batalha pessoal contra vício em tabaco

O ex-apresentador da Globo, André Marques, expressou em suas redes sociais a luta que enfrenta contra o vício em cigarro...

Dicas de viagem: 8 aplicativos que todo viajante deveria conhecer

Dicas de viagem: 8 aplicativos que todo viajante deveria conhecer

É fato: a tecnologia continua facilitando a vida dos viajantes aqui no Brasil e ao redor do mundo. Com o surgimento de n...

Número de mortes por dengue em 2024 bate novo recorde e já é o maior do século no Brasil

Número de mortes por dengue em 2024 bate novo recorde e já é o maior do século no Brasil

Apenas neste ano, a dengue foi responsável pela morte de 1,5 mil indivíduos. A diminuição dos recursos do Ministério da ...

STF vai julgar novamente bloqueio do Telegram no Brasil; entenda o caso

STF vai julgar novamente bloqueio do Telegram no Brasil; entenda o caso

O Supremo Tribunal Federal (STF) vai reavaliar uma decisão liminar de 2016 que suspendeu o bloqu...

Confira agora os documentos confidenciais de Moraes divulgados pelo congresso dos EUA

Confira agora os documentos confidenciais de Moraes divulgados pelo congresso dos EUA

A ala republicana da Comissão de Justiça da Câmara dos Representantes dos EUA publicou um relatório acusando o Brasil de...

FMI piora projeção fiscal do Brasil e estima superávit somente após o final do Governo Lula

FMI piora projeção fiscal do Brasil e estima superávit somente após o final do Governo Lula

O Fundo Monetário Internacional (FMI) revisou para baixo suas estimativas fiscais para o Brasil, prevendo déficits primá...

Embarcação encontrada no Pará tinha como destino Ilhas Canárias, diz PF

Embarcação encontrada no Pará tinha como destino Ilhas Canárias, diz PF

Nove corpos foram encontrados em uma embarcação artesanal à deriva no litoral do Pará no último sábado (13). A Polícia F...

Começa hoje (17) o pagamento do Bolsa Família e Auxílio Gás de abril pela Caixa Econômica Federal

Começa hoje (17) o pagamento do Bolsa Família e Auxílio Gás de abril pela Caixa Econômica Federal

A Caixa Econômica Federal inicia o pagamento da parcela de abril do Bolsa Família. Nesta quarta-feira (17), os beneficiá...

VÍDEO: mulher leva morto em cadeira de rodas para sacar empréstimo de R$ 17 mil e pede a ele: 'Assina'

VÍDEO: mulher leva morto em cadeira de rodas para sacar empréstimo de R$ 17 mil e pede a ele: 'Assina'

Em um episódio perturbador ocorrido nesta terça-feira (16), na Zona Oeste do Rio de Janeiro, uma mulher foi detida após ...

O SeteLagoas.com.br utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência!
Termos