Menu

Coletivo Interiorizar expõe fotos gigantes na Praça Tiradentes, em Sete Lagoas

Quem passar pela Praça Tiradentes, no centro de Sete Lagoas, vai se surpreender com fotos gigantes expostas ao ar livre. O Coletivo Fotográfico Interiorizar apresenta a mostra Por entre Ruas – Isolamento, especialmente preparada para fazer parte da programação do II FENAR – Festival Nacional de Arte de Rua 2020.

Foto: Divulgação Coletivo InteriorizarFoto: Divulgação Coletivo Interiorizar

A mais nova intervenção urbana do Coletivo Interiorizar reúne 43 fotografias produzidas por 21 fotógrafos. Como o próprio nome sugere é um verdadeiro retrato, literalmente, do isolamento imposto pelo COVID 19. Uma das organizadoras do Coletivo, Renata Ataíde, conta que foi proposto que os fotógrafos registassem diariamente cenas do cotidiano durante os primeiros dias 100 dias do isolamento. A ideia era manter todos conectados e ativos, mesmo com o distanciamento. “O resultado são fotografias repletas de sentimentos. Imagens que dizem muito sobre a ansiedade, a espera, o ócio, as descobertas e reencontros, da conexão interior vivenciada nos dias em que nos vimos obrigados a nos recolher para nossas casas”, afirma.

Uma experiência inédita diante da situação atípica que a sociedade está vivendo em 2020. Para Maria Ribeiro, a exposição vai apresentar ao público o olhar reflexivo dos fotógrafos acerca da simplicidade pouco notada do dia-a-dia. “Percebi que o que vivemos foi tão grande e forte que transcendeu as grades das nossas casas e ganhou as ruas da cidade. Desejo que a nossa arte possa tocar o coração de cada pessoa que por ali passar”, declara.

“Por entre Ruas – Isolamento” é mais uma das mostras do Coletivo Interiorizar, um grupo de fotógrafos profissionais e amadores da cidade de Sete Lagoas, dedicados ao registro fotográfico das pessoas e do patrimônio cultural da região. Atualmente conta com a participação de 45 fotógrafos e uma constante atuação no cenário cultural da cidade. “Nosso primeiro projeto teve como objetivo registrar a festividade do Congado, manifestação bastante forte na região. No ano passado estivemos na primeira versão do FENAR com uma mostra sobre os moradores da cidade que trabalham nas ruas”, conta Léo Drummond, também um dos organizadores do coletivo.

A exposição, que tem o apoio cultural da Dedetizar e da Locafaz, fica em praça pública e depois passa para a galeria virtual do site: www.coletivointeriorizar.com.br. O FENAR 2020 está só começando e vai até dia 04 de dezembro com uma extensa programação online, reunindo os mais diversos tipos de arte, tribos e culturas.

O II Festival Nacional de Arte de Rua é viabilizado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, com realização por meio do Governo de Minas Gerais. Conta com gestão do Espaço Ampliar – Assessoria, Projetos e Eventos.

Serviço:

II Festival Nacional de Arte de Rua
De 20/11 a 04/12
@festivalnacionaldeartederua

Com Coletivo Interiorizar

 

 




Publicidade

Links patrocinados