Menu

Inscrições para o concurso do IBGE terminam nesta terça; saiba como se preparar

As inscrições para o Processo Seletivo Simplificado do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) terminam nesta terça-feira (15) e devem ser feitas pela internet. Ao todo, são oferecidas 2.658 vagas de nível médio em todo o país. Em Minas Gerais, são 225 postos, em 93 cidades. Somente em Belo Horizonte, o instituto oferece 90 vagas para Agente Censitário Operacional (ACO), com remuneração de R$ 1.700, e outras quatro para Coordenador Censitário Subárea (CCS), com pagamento mensal de R$ 3.100.

Foto Ilustrativa/Reprodução: InternetFoto Ilustrativa/Reprodução: Internet

A taxa de inscrição varia de R$ 42,50 a R$ 58, mas é possível pedir isenção do valor. Além da capital, outros 113 municípios do Estado têm 131 oportunidades disponíveis.

Se você está interessado, é hora de começar a se preparar. A prova será realizada no dia 8 de dezembro e o candidato tem menos de dois meses para estudar. A boa notícia é que, como o trabalho é temporário, o conteúdo exigido é menor e a nota de corte também, segundo a professora Flávia Rita Coutinho Sarmento, dona de cursinho, professora de Português e examinadora de banca organizadora de concursos durante seis anos. Enquanto a nota de corte de um (concurso do) TRE, por exemplo, é de 90 % ou 95%, a nota de corte do IBGE é de 80%. É uma grande diferença", destaca.

O cargo de Agente Censitário terá cinco disciplinas: Língua portuguesa (15), Raciocínio Lógico Quantitativo (10), Ética no Serviço Público (5), Noções de Administração (15) e Noções de Informática (15). Já o cargo de Coordenador Censitário Subárea vai exigir quatro disciplinas: Língua Portuguesa (15), Raciocínio Lógico Quantitativo (10), Ética no Serviço Público (5), Noções de Administração e Situações Gerenciais (30). Ao todo, serão 60 questões. "Vai ser uma matéria específica para o cargo de coordenador, duas específicas para Agente Censitário e três disciplinas comuns", explica Flávia, reforçando que a Fundação Getúlio Vargas, responsável pelo concurso, é conhecida pelas provas de Português mais elaboradas. Confira o conteúdo exigido para cada cargo.

A dica da professora é dedicar o mínimo de quatro horas por dia aos estudos, começando pelo conteúdo que o candidato domina mais para aquele que ele tem mais dificuldade. "O tempo mínimo de estudo é de quatro horas por dia, uma hora para cada disciplina. É preciso criar uma agenda de estudos para que o candidato aproveite bem estes dois meses de preparação".

Já o professor Waltinho Allves, coordenador do curso preparatório de concursos Prolabore, orienta o candidato a intercalar as disciplinas que ele domina com aquelas que ele tem mais dificuldade. "É preciso ler o edital, ver o conteúdo de cada disciplina e dividir esse conteúdo de estudo por dias da semana de segunda a domingo. Estudar Português na segunda, por exemplo, e depois Raciocínio Lógico na terça. Ou duas horas de Português na segunda e duas de Raciocínio Lógico na sequência. O importante é que as horas de estudo sejam de qualidade e que o conteúdo seja realmente assimilado. Uma dica é fazer fichamento e, no dia de estudo da matéria, reler o fichamento antes de começar o novo conteúdo. E caso a pessoa não cumpra um dia de planejamento, ela não deve voltar nele no dia seguinte. A orientação é cumprir o determinado e criar um tempo no fim de semana para recuperar o que foi perdido", esclarece o professor.

Praticar o que aprendeu

Após o estudo da parte teórica, é importante separar um tempo também para a resolução de questões, uma maneira de fixar o que foi aprendido. "O ideal é resolver no mínimo 300 questões por disciplina. Parece muito, mas não é. Se a pessoa fizer 30, por dia, em 10 dias, consegue resolver as 300", orienta Flávia Rita.

O professor Waltinho também destaca a importância dos exercícios. "O candidato pode utilizar os sábados e domingos para fazer os exercícios das matérias vistas durante a semana. A dica é fazer de 15 a 20 questões por dia. Enquanto o candidato estiver errando as questões, ele deve fazer exercício", diz.

Existem vários sites de concursos que oferecem resolução de questões de graça. Basta fazer a busca no Google e, no caso do IBGE, dar preferência para as questões da FGV, banca responsável pela elaboração da prova do instituto.

Concurso

Conforme o edital, as provas serão aplicadas no dia 8 de dezembro em 1.031 municípios do país. Do total de vagas, 5% serão destinadas para pessoas com deficiência (PcD) e 20% para pessoas pretas ou pardas (PPP).

Para concorrer ao cargo de CCS, também é necessário ter CNH categoria B. Somente maiores de 18 anos podem concorrer às vagas. Todos os detalhes podem ser consultados no edital.

A jornada de trabalho dos dois cargos será de 40 horas semanais, sendo 8 horas diárias. Além dos salários, os contratados terão direito aos auxílios alimentação, transporte e pré-escolar, além de férias e 13º salário proporcionais. O período máximo da contratação é de 12 meses, podendo ser prorrogado.

Todos os candidatos serão submetidos à prova com 60 questões objetivas.

Com Hoje em Dia




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados