Menu

Projeto ‘Correndo para o Bem’ incentiva a prática de atividade física enquanto promove ações solidárias

Uma brincadeira entre amigos que virou uma iniciativa social e esportiva relevante em Sete Lagoas. Esse é o projeto ‘Correndo para o Bem’, idealizado pelo administrador e engenheiro de produção Rogério Faria e pelo educador físico Pablo Lanza.

À esquerda, Pablo Lanza; à direita, Rogério Faria./ Foto: Arquivo pessoal/ReproduçãoÀ esquerda, Pablo Lanza; à direita, Rogério Faria./ Foto: Arquivo pessoal/Reprodução

Oficialmente, o projeto teve início em meados de abril do ano passado. Porém, antes disso, os dois amigos tiveram a ideia de criar desafios em prol da prática de exercícios. “Nós começamos a sentir aquela necessidade de ter uma rotina de treino ativa, de estar nos exercitando a todo momento, cuidando da saúde. A gente criava desafios para nós mesmos e um estimulando o outro a treinar e, assim, foi começando”, conta Rogério.

A princípio, a brincadeira foi integrada também por outros amigos da dupla. O projeto foi, então, crescendo, até que os idealizadores tomaram a decisão de registrar a marca e começar a desenvolver a ideia de forma que ela impactasse outras pessoas.

De acordo com Rogério, o Correndo para o Bem tem dois propósitos fundamentais. O primeiro deles é a realização de treinos nos quais os participantes efetuam doações de materiais diversos. “Esses treinos podem ser treino funcional, treinão de corrida, enfim. A gente marca de forma gratuita e busca arrecadar conforme a necessidade, no dia a dia, algum alimento, brinquedo, roupa, e isso estimula a prática da atividade física e, em contrapartida, a gente arrecada [itens] para doação”, explica o administrador.

A outra vertente do projeto trata da criação de desafios solidários, que acontecem a cada dois meses e tem a duração média de 30 dias. Durante o período no qual acontecem, algumas regras são estipuladas para que os participantes possam cumpri-las. Nesse caso, a pessoa efetua um pagamento. A cada regra descumprida, o participante recebe como penalidade uma multa. Ao final, toda a quantia arrecadada é revertida em doações.

Foto: Arquivo pessoal/ReproduçãoFoto: Arquivo pessoal/Reprodução

A resposta frente a essas iniciativas tem sido favorável e gratificante, afirma Rogério. Ele disse que “recebe muitos feedbacks bacanas de mudança de rotina, mudança de hábito, de perda de peso e de autoestima elevada”.

Pensando no futuro, a dupla de idealizadores do projeto tem a pretensão de expandi-lo ainda mais na cidade. A percepção dos amigos é de que Sete Lagoas carece de iniciativas que estimulem à prática de atividades ligadas ao corpo. “A nossa ideia é expandir cada vez mais o projeto, manter essas ações voltadas para a cidade, mas nada que a gente não possa expandir para outras também”, diz.

Evento no próximo sábado

Neste sábado (15), às 7h, o Correndo para o Bem vai promover o 2º Treinão Solidário. O início do evento está marcado para acontecer em frente ao Splash, localizado na Avenida Norte Sul, em Sete Lagoas. O objetivo é que os participantes percorram de 5 a 10 km, correndo, caminhando ou intercalando as duas modalidades.

Segundo Rogério, a participação é livre e gratuita, e as inscrições podem ser feitas pelo Sympla (clique aqui). “Nós pedimos a doação de pacotes de macarrão no dia do evento. A nossa ideia é fazer um sopão solidário para pessoas carentes, pessoas em situação de rua, abrigos, hospitais, etc”, explica.

Vinícius Augusto




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados