Menu

Mineiro João Simão é destaque no evento Powerfest e fatura seu 12º título

João Simão venceu a edição mais recente do Powerfest em uma mesa dominada por brasileiros. O jogador nascido em Belo Horizonte chegou ao pódio pela 12ª vez e garantiu $21.630, incluindo bounties, depois de cravar o $109 NLH (8-handed, KO Progressivo, Fast). Simão conseguiu sua vitória em cima do inglês Biagio Sereno, que levou $12.806.

Foto: João SimãoFoto: João Simão

 

Quem também esteve na rodada com ele foram os brasileiros Rafael Eltz (que faturou $10.246 e ficou na terceira colocação) e Geordan Fonseca (com $5.504, na quinta colocação). Os resultados finais foram esses:

Jogador                      Prêmio                    Bounties
1 Joao Simao             $11.104                   $10.525
2 Biagio Sereno          $11.087                    $1.719
3 Rafael Eltz                $7.212                     $3.034
4 Nikloay Solakov         $4.811                    $1.497
5 Geordan Fonseca       $3.411                    $2.092
6 Ali Zihni                    $2.391                       $693
7 Ben Charles              $1.659                       $155
8 Diogo Veiga              $1.093                       $640

Uma Carreira em constante crescimento

Com um saldo positivo em sua carreira, João Simão se tornou um dos melhores competidores de poker no Brasil, e isso lhe rendeu a participação de destaque no time de especialistas da partypoker. Mas tudo isso é resultado de grandes esforços e resultados apresentados nos últimos anos, desde que conseguiu se tornar o número 1 do PokerFives em 2016. Ele também faturou o Player of The Year do Brasil no Global Poker Index Ranking de 2018 e 2019. Vale lembrar que o mineiro recebeu o título do último ano com uma grande vantagem em cima do paulista Pedro Padilha.

Outra grande vitória em sua carreira foi a ótima colocação no European Poker Tour, quando conseguiu chegar às finais e ficar em segundo lugar. Além dessas vitórias, vale também pontuar sua participação no World Series of Poker (WSOP), que, embora não tenha levado o bracelete, o ajudou a somar pontos significativos para o Player of The Year. Foi o mesmo caso de sua participação no Millionaire Marker, onde ficou em 16º mas também conseguiu somar pontos importantes.

Além de ser um dos maiores especialistas de poker no Brasil, ele também tem um grupo onde dá aulas e dicas sobre o esporte – a Massari Poker School. Ele, mais do que ninguém, entende a importância dos treinos e a necessidade de aprender todas as técnicas para obter bons resultados. Em sua trajetória de mais de 10 anos, o mineiro que cursou Engenharia Civil também tentou outros esportes, como o futebol, antes de se dedicar ao poker. Ele aprendeu que antes de chegar à vitória deveria aprender todas as nuances e superar as dificuldades, aprendendo mais até mesmo com as adversidades. Com isso se torna natural avançar na carreira e começar a ganhar torneios maiores.

Vídeo do perfil de João Simão

Com essa bagagem de experiência, Simão incentiva todos a buscar maior conhecimento sobre o jogo, tendo especial atenção em manter os pés no chão, não criar falsas expectativas mas mesmo assim manter o foco na vitória e buscar aprendizado até com as derrotas. Mesmo sendo um apaixonado pelo esporte, o jogador não abre mão de sua vida pessoal, dando especial atenção à sua esposa, a também jogadora Luiza, e seus dois filhos. Mantendo uma rotina que visa a qualidade de vida, ele pretende fazer menos viagens internacionais, dando prioridade aos torneios do partypoker.

Outros Brasileiros tiveram grande destaque no torneio

Brasileiros seguem trazendo grandes resultados. Na 40ª rodada foram vários títulos. Um deles de Rodrigo Seiji, considerado um dos melhores nacionais, e que cravou o Powerfest 100 k GTD (Real Name, 6-MAX PKO) recebendo $19.701. Além dele, Pablo Brito também se destacou ficando na quarta colocação, e recebendo o total de $3.307. Nesta mesma rodada, Felipe Boianovsky cravou o Powerfest 75 k GTD (Real Name, 8-MAX DEEPSTACK) e levou $18.478 para casa.

Foto: Rodrigo SeijiFoto: Rodrigo Seiji

Quem também teve uma grande performance na véspera do encerramento do Powerfest foi Geraldo Cesar que também saiu no lucro após superar 2.291 rivais e conquistar o Powerfest $ 100 K GTD (8-Max – PKO), recebendo $12.418. Gabriel Schroeder também não ficou pra trás, obtendo no mesmo torneio $2.755.

No mesmo torneio, Eduardo Mansho segue acumulando prêmios e se tornou o campeão do Evento 50 K GTD (US$ 33 NLH 8-Max PKO), após derrotar Vitor Dzivielevski de Curitiba. Com um grande desempenho, Mansho levou para casa $8.101 incluindo os bounties, enquanto Dzivielevski ficou com $4.149. Na 41ª rodada, no 100 k GTD (US$ 55 NLH 8-6 Mix-Max PKO), Fernando Valverde levou $6.812 e Diego Lima $7.596.

O Powerfest teve sua primeira edição realizada em 2016 e é a principal série de torneios de poker online organizada pela partypoker. Seus prêmios chegaram a $60 milhões em uma única série, com jogos variados e divididos em diversos níveis que vão do Low até o Super High. Em tempos em que privilegiamos o isolamento social, vale lembrar o pioneirismo do torneio ao trazer sua versão online. Enquanto isso, aguardamos novas rodadas e vitórias.

Conteúdo de responsabilidade do editor




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados