Menu

Atlético empata com Bragantino e perde chance de colar nos líderes do Brasileiro

Foram 16 dias sem jogos, que serviram para descanso, recuperação e treinamento na Cidade do Galo. Em campo, porém, todo esse tempo de preparação não resultou em uma boa atuação do Atlético na noite desta segunda-feira. No estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, o time mineiro sofreu com bolas aéreas, buscou o empate por 2 a 2 com o Red Bull Bragantino no último lance do jogo, válido pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, e desperdiçou a chance de se aproximar mais da liderança.

Foto: Ari Ferreira/Red Bull BragantinoFoto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino

Os donos da casa abriram o placar nos acréscimos do primeiro tempo, em cabeceio de Ryller. Na etapa final, o Atlético empatou em finalização Savarino. Pouco depois, novamente de cabeça, o Red Bull Bragantino passou à frente, com Edimar. Aos 54 minutos, Hyoran devolveu a igualdade ao placar em cobrança de um questionável pênalti assinalado com auxílio do VAR.

Com o resultado, o terceiro colocado Atlético está com 50 pontos - três a menos que o vice-líder Internacional (53) e a seis do líder São Paulo (56). Já o Red Bull Bragantino chegou aos 35 pontos e se manteve no 13º lugar.

As equipes voltam a campo na noite do próximo domingo, pela 30ª rodada. Às 18h15, a bola rola para o duelo entre Atlético e Atlético-GO, no Mineirão. Mais tarde, a partir das 20h30, o Red Bull Bragantino visita o Ceará, no Castelão, em Fortaleza.

Bola aérea

Ao estilo Jorge Sampaoli, o Atlético iniciou o jogo num ritmo alucinante. Na primeira posse de bola no campo ofensivo, o time mineiro finalizou duas vezes com perigo: uma no travessão, com Vargas, e outra, com Allan, que exigiu boa defesa de Cleiton.

Mas os minutos iniciais não representaram exatamente o que foi a partida, que se desenrolou sem grandes emoções e sob forte chuva no interior paulista. Aos poucos, o Red Bull Bragantino equilibrou as forças e passou a ter a bola por mais tempo, mas não conseguia finalizar.

As grandes oportunidades criadas pelos visitantes no começo minguaram. Foram quatro finalizações atleticanas no primeiro tempo - três delas nos dez minutos iniciais.

O Red Bull Bragantino também chutou quatro vezes. E não precisou de mais. Aos 45 minutos, Helinho avançou pela direita e cruzou com grande precisão para Ryller, posicionado entre o zagueiro Réver e o lateral-direito Guga, cabecear para as redes: 1 a 0.

Gol no fim

Na volta para o segundo tempo, uma recorrente estratégia ofensiva atleticana deu certo mais uma vez. Pela esquerda, Guilherme Arana avançou com velocidade e cruzou rasteiro. A bola atravessou a pequena área e chegou para Savarino desviar para o gol vazio e empatar, aos 9 minutos: 1 a 1.

Com boa oportunidade de se aproximar do líder São Paulo, o Atlético se lançou ao ataque. A equipe mineira passou a ter a bola por mais tempo e encurralou o adversário no campo defensivo, mas tinha dificuldades de finalizar com perigo.

Já o Red Bull Bragantino não precisou ter a bola. Após cobrança de escanteio, o lateral-esquerdo Edimar ganhou a disputa com Junior Alonso e, novamente de cabeça, desviou para as redes, aos 21 minutos: 2 a 1.

Após sofrer mais um gol de bola aérea, o Atlético ampliou o domínio territorial, mas demonstrava clara dificuldade para superar a marcação adversária. Diante da adversidade, Sampaoli colocou Sasha no lugar de Vargas.

Nos acréscimos, a estratégia atleticana deu certo. Num pênalti marcado com auxílio do VAR, Hyoran cobrou com precisão, já aos 54 minutos do segundo tempo, e deu números finais à partida: 2 a 2.

RED BULL BRAGANTINO 2 x 2 ATLÉTICO

Red Bull Bragantino
Cleiton; Weverton (Ligger, aos 32’ do 2ºT), Léo Ortiz, Fabrício Bruno e Edimar; Raul, Ryller (Ramires, aos 18’ do 2ºT) e Claudinho; Helinho (Bruno Tubarão, aos 13’ do 2ºT), Cuello (Morato, aos 32’ do 2ºT) e Ytalo (Chrigor, aos 18’ do 2ºT)
Técnico: Maurício Barbieri

Atlético
Everson; Guga, Réver, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan (Nathan, aos 39' do 2ºT), Alan Franco (Jair, aos 11’ do 2ºT) e Hyoran; Savarino, Keno e Eduardo Vargas (Eduardo Sasha, aos 31’ do 2ºT)
Técnico: Jorge Sampaoli

Motivo: 29ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista
Data e horário: segunda-feira, 11 de janeiro de 2021, às 20h (de Brasília)

Gols: Ryller, aos 45’ do 1ºT, Edimar, aos 21’, e Fabrício Bruno, aos 31’ do 2ºT (RBB); Savarino, aos 9’, e Hyoran, aos 54' do 2ºT (ATL)
Cartões amarelos: Cuello, aos 32’ do 2ºT (RBB); Jorge Sampaoli, aos 26’ do 1ºT, e Hyoran, aos 54' do 2ºT (ATL)

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Auxiliares: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (BA) e Jean Márcio dos Santos (RN)
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

Da Redação com SE





Publicidade

Links patrocinados