Menu

É OURO: Italo Ferreira conquista o 1° ouro do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio

O primeiro ouro do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio vem do surfe. De um nordestino que começou a pegar onda com a tampa de isopor que o pai usava para conservar o seu pescado na pequena Baía Formosa, no Rio Grande do Norte. Italo Ferreira é o primeiro campeão olímpico da história do surfe, que faz a sua estreia em Olimpíadas. Como num roteiro de cinema, o título foi obtido com uma vitória por 15.14 a 6.60 sobre o japonês Kanoa Igarashi na final. O mesmo Kanoa, que havia derrotado Gabriel Medina na semifinal horas antes em resultado muito contestada pelo brasileiro.

Foto: REUTERS/Lisi NiesnerFoto: REUTERS/Lisi Niesner

A final olímpica teve de tudo. De prancha quebrada a um show de manobras do campeão mundial de 2019. Mesmo com a torcida local toda voltada para o japonês, Italo não deu sopa para o azar, dominando o confronto do início ao fim. A dobradinha no pódio só não aconteceu porque, mais cedo, Gabriel Medina perdeu para Owen Wright na disputa do bronze, despedindo-se dos Jogos Olímpicos de Tóquio sem medalha.

- Eu vim com uma frase para o Japão: diz amém que o ouro vem. Eu treinei muito nos últimos meses, mas só tenho que agradecer a Deus por tudo isso. Meu intuito é ajudar as pessoas e as famílias. Eu queria que a minha avó estivesse viva para ver isso. Sou muito feliz pelo que me tornei, pelo que fiz pelos meus pais. Sempre pedi para que esse sonho fosse realizado e ele aconteceu - disse Italo.

Final começa com prancha quebrada
A final olímpica começou com um evento inesperado. Logo em sua primeira onda, Italo quebrou a prancha, precisando substitui-la por um equipamento reserva. Ele recebeu 1.70 pelas poucas manobras obtidas. Já Kanoa teve um 3.83 como primeira nota. Pouco depois, ele levou um 0.67 após sofrer uma queda.

Aos oito minutos corridos, Italo pegou a sua primeira boa onda, recebendo nota 7.00 dos juízes. Empolgado, o brasileiro trocou a sua segunda nota na sequência, ao pegar uma onda de 5.50. A 16 minutos do término, Italo foi para um aéreo e recebeu 7.77, deixando Kanoa Igarashi numa combinação de 14.77.

Mais tranquilo do que nunca, Italo continuou dando show em Tsurigasaki. A três minutos do fim, ele pegou uma onda de 7.37 e já começou a comemorar. Coube a Kanoa Igarashi apenas aceitar a derrota e assistir de camarote à vitória do brasileiro.

Final
1. Kanoa Igarashi (JAP) 6.60 x Italo Ferreira (BRA) 15.14

Disputa do bronze
1. Gabriel Medina (BRA) 11.77 x Owen Wright (AUS) 11.97

Resultados da semifinal
1. Kanoa Igarashi (JAP) 17.00 x Gabriel Medina (BRA) 16.76
2. Ítalo Ferreira (BRA) 13.17 x Owen Wright (AUS) 12.47

Resultados das quartas de final
1. Kanoa Igarashi (JAP) 12.60 x Kolohe Andino (EUA) 11.00
2. Gabriel Medina (BRA) 15.33 x Michel Bourez (FRA) 13.66
3. Ítalo Ferreira (BRA) 16.30 x Hiroto Ohhara (JAP) 11.90
4. Lucca Mesinas (PER) 7.83 x Owen Wright (AUS) 12.74

Da Redação com GE





Publicidade

Links patrocinados