Menu

Atlético vence Ceará e mantém embalo na liderança da Série A do Brasileiro

Foram cinco partidas sem marcar até que o jejum acabasse em grande estilo. Com dois gols na tarde deste sábado, o atacante Hulk comandou a vitória do líder Atlético por 3 a 1 sobre o Ceará, em partida válida pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Diego Costa, de volta após se recuperar de lesão na coxa esquerda, entrou no segundo tempo e fez o terceiro no Mineirão. Gabriel Lacerda descontou para os visitantes.

Foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A PressFoto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press

Com a vitória, o líder Atlético chega a 53 pontos e terminará a rodada com pelo menos 11 pontos à frente do segundo colocado. Já o Ceará segue com 29, em 13º, e pode se aproximar da zona de rebaixamento.

As equipes voltam a campo pela 26ª rodada no meio da próxima semana. O Atlético recebe o Santos nesta quarta-feira, a partir das 19h, no Mineirão. No mesmo horário, mas na quinta, a bola rola para o duelo entre Ceará e São Paulo, no Morumbi.

Hulk brilha

Eram cinco jogos sem marcar. Mas a espera teve fim em grande estilo. Principal goleador do Atlético na temporada, o atacante Hulk foi fator de desequilíbrio na tarde deste sábado ao ir às redes duas vezes ainda no primeiro tempo.

Mesmo sem Nacho Fernández (reserva neste sábado), os donos da casa tinham a bola, mas enfrentavam dificuldades para levar perigo ao gol do Ceará. Recuado, o time do técnico Tiago Nunes criava pouquíssimo. No entanto, só permitia ao adversário finalizações de fora da área sem grande perigo.

O primeiro lance agudo foi aos 30 minutos, quando Everson fez uma defesaça para impedir o gol de Vina, ex-Atlético. Pouco depois, Hulk começou a brilhar. O camisa 7 recebeu lindo lançamento de Jair e, num contra-ataque, bateu de direita na saída de Richard para abrir o placar.

Muitas foram as reclamações cearenses contra a arbitragem, que não assinalou falta de Jair no lance. A jogada seguiu com vantagem para os visitantes, mas, pouco depois, o Atlético roubou a bola e puxou o contragolpe fatal. Tiago Nunes foi expulso pela veemência nas críticas ao árbitro.

Confusa, a arbitragem se envolveu em outro lance que gerou contestações num primeiro tempo que durou quase uma hora. Depois dos 50 minutos, Zaracho fez linda jogada e passou para Jair, que sofreu um pênalti claro - só assinalado com auxílio do VAR. Na cobrança, Hulk, de novo, ampliou: 2 a 0.

Reservas de luxo

A volta para o segundo tempo foi com oportunidades claras mais frequentes que na etapa inicial. Jair e Dylan (este último de cobertura) quase ampliaram para o Atlético. O Ceará, com Vina e Bruno Pacheco, exigiram grandes defesas de Everson. Tudo isso em menos de 15 minutos.

Ao longo da etapa final, o técnico Cuca teve a oportunidade de dar mostras do poder do elenco atleticano. Nacho e Diego Costa (este último recuperado de lesão na coxa esquerda) entraram nas vagas de Keno e Dylan, respectivamente.

E a dupla estelar que entrou foi importante. Após linda jogada de Nacho, Diego Costa se lançou e meteu a sola na bola para fazer o terceiro gol. Nos acréscimos, Gabriel Lacerda, de cabeça, descontou. Mas nada que diminuísse a festa do líder no Mineirão.

ATLÉTICO 3 X 1 CEARÁ

Atlético
Everson; Guga, Nathan Silva, Réver e Dodô; Allan, Jair (Tchê Tchê, aos 31' do 2ºT), Matías Zaracho (Calebe, aos 37' do 2ºT) e Dylan (Diego Costa, aos 17' do 2ºT); Keno (Nacho Fernández, aos 17' do 2ºT) e Hulk (Eduardo Sasha, aos 31' do 2ºT)
Técnico : Cuca

Ceará
Richard; Igor, Messias, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fernando Sobral, Geovane (Gabriel Lacerda, no intervalo) e Vina (Gabriel Lacerda, aos 39' do 2ºT); Lima (Pedro Naresi, aos 25' do 2ºT), Airton (Rick, no intervalo) e Cléber (Mendoza, aos 25' do 2ºT)
Técnico : Tiago Nunes

Motivo : 25ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local : Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário : sábado, 9 de outubro de 2021, às 16h30 (de Brasília)

Gols : Hulk, aos 31', e aos 54' do 1ºT, e Diego Costa, aos 41' do 2ºT (ATL); Gabriel Lacerda, aos 47' do 2ºT (CEA)
Cartões amarelos : Jair, a 1' do 2ºT (ATL); Geovane, aos 29', e Messias, aos 52' do 1ºT (CEA)
Cartão vermelho : Tiago Nunes, aos 32' do 1ºT (CEA)

Público: 10.265 pessoas
Renda: R$ 468.706,00

Árbitro : Jefferson Ferreira de Moraes (GO)
Assistentes : Bruno Raphael Pires (Fifa/GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
VAR : Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN)

Da Redção com Superesportes




Publicidade

Links patrocinados MGID