Menu

Cruzeiro e Remo: Com três vitórias seguidas, Raposa precisa vencer por dois gols de diferença para se classificar na Copa do Brasil

Embalado por três vitórias seguidas na Série B, o Cruzeiro precisará transportar a boa fase na competição por pontos corridos para a Copa do Brasil. Para avançar às oitavas de final, a Raposa é obrigada a superar o tabu de mais de 42 anos sem vencer o Remo no duelo desta quinta-feira, às 19h30, no Independência, pelo jogo de volta da terceira fase do torneio.

Foto: Gustavo Aleixo/CruzeiroFoto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Acompanhe, a partir de 19h, a Jornada Esportiva no rádio (95,7FM), site, aplicativo e no Youtube. Narração de Alberto Rodrigues (1º tempo) e Osvaldo Reis Pequetito (2º tempo), comentários de Leo Figueiredo, reportagem de Emerson Pancieri, Rubens Junior e Thiago Reis, análise de arbitragem com Márcio Rezende de Freitas, plantão de Fabrício Calazans e ancoragem de João Vitor Cirilo.

A última vitória do Cruzeiro sobre o Remo foi em outubro de 1979, quando a Raposa ganhou por 3 a 0, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro. Desde então, foram oito jogos, com seis derrotas e dois empates.

Como perdeu por 2 a 1 na ida, no estádio Baenão, em Belém, o Cruzeiro terá que ganhar por pelo menos dois gols de diferença para se classificar. Vitória celeste por um de vantagem leva a decisão para os pênaltis. Já o Remo joga pelo empate.

Além da classificação às oitavas, estará em jogo a premiação de R$ 3 milhões ao vencedor do confronto.

Para a partida, o técnico Paulo Pezzolano não poderá contar com o volante Neto Moura, titular absoluto do treinador uruguaio que já disputou a Copa do Brasil pelo Mirassol. O substituto natural seria Fernando Canesin, mas o jogador se recuperou recentemente de lesão na musculatura flexora do joelho e não joga desde o dia 8 de abril. Desta forma, a opção mais viável para começar a partida deve ser Adriano.

No Remo, o técnico Paulo Bonamigo tem os desfalques do lateral-direito Ricardo Luz (lesão na coxa) e do atacante Rodrigo Pimpão (jogou a Copa do Brasil deste ano pelo Operário-PR).

CRUZEIRO x REMO

Cruzeiro: Rafael Cabral; Zé Ivaldo, Oliveira e Eduardo Brock; Geovane, Willian Oliveira, Adriano (Fernando Canesin) e Matheus Bidu; Jajá, Luvannor e Edu. Técnico: Paulo Pezzolano

Remo: Vinícius; Kevem, Daniel Felipe, Marlon e Leonan; Anderson Uchôa, Paulinho Curuá e Erick Flores; Bruno Alves, Fernandinho e Brenner. Técnico: Paulo Bonamigo

Motivo: jogo de volta – terceira fase da Copa do Brasil
Data: quinta-feira, 12 de maio de 2022
Horário: 19h30
Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Raphael Claus (SP)

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ)

Com Itatiaia



Publicidade

Links patrocinados MGID