Menu

Líder indiscutível: Cruzeiro vence Ponte Preta com show da torcida e dispara na Série B

Empurrado por mais de 58 mil torcedores, o Cruzeiro mostrou segurança e venceu a Ponte Preta por 2 a 0 no Mineirão, em Belo Horizonte, nesta quinta-feira (16), pela 13ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Os gols do jogo foram marcados pelo atacante Edu, no primeiro tempo, e pelo lateral-esquerdo Matheus Bidu, na etapa final.

foto: Juarez Rodrigues/EM D.A Pressfoto: Juarez Rodrigues/EM D.A Press

Com o resultado, o Cruzeiro chegou aos 31 pontos - metade da pontuação estimada para conseguir o acesso à Série A - e se distanciou novamente na liderança da competição nacional.

A diferença para o Bahia, 2º colocado, é de seis pontos. Vasco (3º, com 24) e Sport (4º, com 19) completam o G4. A Ponte Preta, por sua vez, caiu para a 18ª colocação, com 12.

Agora, o Cruzeiro muda a chave e volta suas atenções para a Copa do Brasil. Na próxima quinta-feira (23), às 19h, o clube mineiro enfrentará o Fluminense, no Maracanã, no Rio de Janeiro, pelo jogo de ida das oitavas de final do torneio mata-mata.

O jogo

O Cruzeiro encontrou dificuldades para propor o jogo contra a Ponte Preta no início da primeira etapa. Mais agressiva, a Macaca pressionou o clube celeste no campo de defesa e impediu os avanços com a bola dominada.

Com dificuldades para infiltrar na zaga paulista, o time mineiro trocou muitos passes no meio-campo, mas sem objetividade (57% a 43% de posse de bola). A primeira boa chance dos mandantes foi só aos 29 minutos, com Edu, de cabeça.

Logo depois, em um lance de desatenção celeste, Igor Formiga escapou pela direita, achou espaço nas costas de Mateus Bidu e chutou cruzado. No entanto, Rafael Cabral defendeu com o pé direito e evitou o que seria o primeiro gol do jogo.

Em uma das poucas chances claras, a Raposa conseguiu abrir o placar. Em arrancada pela direita, Edu apareceu nas costas de Fabrício e finalizou cruzado, balançando as redes: 1 a 0. Na jogada, o auxiliar marcou impedimento, mas após análise, o VAR confirmou o gol.

Mesmo a frente no placar, o Cruzeiro voltou para o segundo tempo mais agressivo. Logo no primeiro minuto, o clube celeste chegou ao segundo gol. Rafael Silva ficou com a sobra pela direita e cruzou rasteiro para dentro da área. A bola passou por toda área e encontrou Bidu na segunda trave. O lateral só precisou empurrar para a rede: 2 a 0.

Com o resultado favorável, os mineiros controlaram a partida. Mesmo em desvantagem no placar, a Ponte Preta pouco exigiu de Rafael Cabral. A chance de mais perigo foi apenas aos 28', com Wallison, de cabeça.

Aos 45', a Ponte Preta ainda perdeu um jogador por expulsão. Em contra-ataque do Cruzeiro, o goleiro Caíque França saiu da área, errou o tempo de bola e pegou a bola com a mão.

CRUZEIRO 2 X 0 PONTE PRETA

Cruzeiro

Rafael Cabral; Zé Ivaldo, Lucas Oliveira e Eduardo Brock; Geovane Jesus (Rômulo), Willian Oliveira, Neto Moura (Adriano) e Matheus Bidu; Fernando Canesin (Filipe Machado), Rafa Silva (Rodolfo) e Edu (Breno).
Técnico: Paulo Pezzolano.

Ponte Preta

Caíque França, Igor Formiga, Fábio Sanches, Fabrício, Douglas Mendes (Matheus Anjo) e Artur; Léo Naldi, Wesley Fraga (Felipe Amaral) e Ramon (Wallison); Fessin e Nicolas (Ramires).
Técnico: Guilherme dos Anjos (auxiliar).

Gols: Edu, aos 43min do 1ºT; Matheus Bidu, aos 1min do 2ºT (Cruzeiro)
Cartões amarelos: Rafael Silva (Cruzeiro); Fábio Sanches (Ponte Preta)
Cartão vermelho: Caíque França (Ponte Preta)

Motivo: 13ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: 16 de junho de 2022 (quinta-feira), às 16h

Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos (PR) e Rafael Trombeta (PR)
VAR: Rodrigo D Alonso Ferreira (SC)

Da Redação com Superesportes



Publicidade

Links patrocinados MGID