Menu

Atlético vence Flamengo e abre vantagem na Copa do Brasil

A noite desta quarta-feira ficará guardada na memória do torcedor do Atlético. Foi o dia em que Hulk deu mais um show com a camisa do clube. No Mineirão, o camisa 7 do Galo comandou a vitória por 2 a 1 sobre o Flamengo, pela partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O astro alvinegro fez um golaço no primeiro tempo e fez jogada espetacular com assistência para Ademir ampliar o placar na etapa final. Lázaro marcou para o Rubro-Negro.

Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A PressFoto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press

Hulk esteve praticamente imparável no confronto desta noite. Foram arrancadas em velocidade, deixando marcadores para trás com muita técnica e explosão. Desta forma, chegou aos 57 gols e 17 assistências com a camisa do Galo.

Com a vitória, o Atlético abriu vantagem nas oitavas de final da Copa do Brasil. O Galo pode até empatar o jogo de volta que se classificará às quartas de final. Os dois times voltam a se enfrentar no dia 13 de julho, às 21h30, no Maracanã.

Agora, o foco volta para o Campeonato Brasileiro. No próximo sábado, às 21h, no Mineirão, o Atlético recebe o Fortaleza. No mesmo dia, mas às 19h, o Flamengo recebe o América, no Maracanã.

O jogo

O Atlético teve praticamente o mesmo time do último domingo em campo. A única mudança foi a entrada de Otávio no lugar de Jair, que passou por cirurgia na mão esquerda. O Flamengo, por sua vez, teve Willian Arão no lugar de Vitinho.

O início do jogo, no entanto, foi diferente do último domingo. A partida começou mais aberta e não demorou muito para sair o primeiro gol. Logo aos 6', Mariano fez lançamento primoroso para Hulk, que ganhou na velocidade da dupla de zaga do Flamengo e, da ponta da área, tocou por cima de Diego Alves para fazer um golaço no Mineirão: 1 a 0.

Depois do gol, o Flamengo avançou suas linhas e dificultou a vida do Atlético, especialmente na saída de bola. O Galo errou muito ao tentar jogar desde a primeira linha e perdeu a posse diversas vezes. Os flamenguistas, no entanto, não conseguiram aproveitar.

O Rubro-Negro finalizou mais no primeiro tempo (sete contra duas), mas não levou muito perigo. O Galo tinha dificuldade em encaixar a marcação nos pontas adversários. Everton Ribeiro e Arrascaeta, alternando os lados em algumas oportunidades, confundiram os atleticanos.

Quando tinha a bola, o Atlético errava nas tomadas de decisões. Foram muitos passes errados no campo de ataque que dificultaram a criação de jogadas de perigo. A situação ainda piorou com a lesão de Keno, que sentiu dores na coxa e precisou ser substituído. Em seu lugar entrou Ademir, que atuou pelo lado direito, deslocando Vargas para a esquerda.

No fim do primeiro tempo, o jogo esquentou, com muita reclamação, faltas duras e quatro cartões amarelos, sendo três para o Flamengo.

Os dois times voltaram para o segundo tempo com as mesmas estratégias. O Flamengo, com a bola, mas com muitas dificuldades em infiltrar na defesa do Galo. O Atlético, por sua vez, ficou bem fechado à espera de um contra-ataque.

Na primeira vez que teve oportunidade, Hulk arrancou e cruzou em cima da zaga. Na segunda, não teve jeito. O camisa 7 foi levando a bola pela esquerda, deixando os adversários para trás, e fez um cruzamento perfeito para Ademir, entrar livre pela direita e testar forte, sem chances para Diego Alves: 2 a 0.

Dorival Júnior mexeu na equipe rubro-negra, deixando o time mais ofensivo. Os jogadores flamenguistas, no entanto, tinham dificuldades em criar perto da área atleticana. Por outro lado, o Galo levava perigo nos contra-ataques. Nacho, duas vezes, obrigou Diego Alves a fazer duas boas defesas.

Mas as mexidas do treinador flamenguista acabaram dando certo. Rodinei recebeu pela direita, levou no fundo e cruzou na segunda trave. Lázaro apareceu nas costas da defesa e finalizou sem chances para Everson, diminuindo o placar no Mineirão: 2 a 1.

O Flamengo pressionou nos minutos finais. O Galo, numa rara escapada, acertou a trave com Calebe. Mas o placar terminou mesmo em 2 a 1, com vantagem alvinegra nas oitavas de final da Copa do Brasil.

ATLÉTICO 2 X 1 FLAMENGO

Atlético

Everson; Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Otávio e Nacho Fernández (Calebe, 39/2°T); Vargas (Rubens, 17/2°T), Keno (Ademir, 32/1°T) e Hulk
Técnico: Turco Mohamed

Flamengo

Diego Alves; Matheuzinho (Rodinei, 21/2°T), Rodrigo Caio, Pablo e Filipe Luís (Ayrton Lucas, 33/2°T); Willian Arão (Lázaro, 21/2°T), João Gomes e Andreas Pereira (Thiago Maia, 33/2°T); Everton Ribeiro (Pedro, 21/2°T), Arrascaeta e Gabigol
Técnico: Dorival Júnior

Gols: Hulk (6/1°T); Ademir (9/2°); Lázaro (34/2°T)
Cartões amarelos: Ademir (34/1°T); Everton Ribeiro (41/1°T); Andreas Pereira (43/1°T); Pablo (45/1°T); Everson (46/2°T)

Motivo: jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil
Data e horário: quarta-feira, 22 de junho de 2022, às 21h30
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Público: 53.953
Renda: R$ 2.113.078,00

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Miguel Caetano Ribeiro da Costa (SP)
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

 

Da Redação com Superesportes



Publicidade

Links patrocinados MGID