Menu

Atlético é goleado pelo Internacional pelo Brasileiro; time está fora do G-6

O recomeço de Cuca no Atlético foi bem diferente daquele tão sonhado pelos torcedores. De volta ao comando alvinegro após sete meses e meio, o treinador viu um time inofensivo no ataque e frágil na defesa neste domingo (31), especialmente no primeiro tempo. O resultado foi dos piores: goleada por 3 a 0 diante de um preciso Internacional, no Beira-Rio, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Foto: Pedro Souza/AtléticoFoto: Pedro Souza/Atlético

Ex-Cruzeiro, Maurício fez dois belos gols no primeiro tempo. O outro foi marcado também na etapa inicial, por Wanderson, em outra desatenção do sistema defensivo alvinegro. Na etapa final, o Atlético criou chances de perigo, mas não conseguiu mudar o cenário do jogo, que antecede a decisão contra o Palmeiras pela Copa Libertadores.

A derrota faz o Atlético cair da quarta para a sétima posição da Série A, com 32 pontos. Já o Inter ultrapassa o adversário deste domingo e chega a 33, em sexto. O líder é o Palmeiras, com 42.

As equipes voltam a campo no meio de semana pelas quartas de final de competições continentais. Na quarta, às 21h30, o Atlético recebe o Palmeiras, no Mineirão, pela Libertadores. O Inter joga no dia seguinte, às 19h15, contra o Melgar, no Peru, pela Copa Sul-Americana.

Pela 21ª rodada do Brasileiro, o compromisso seguinte é no próximo domingo. Às 18h, o Inter encara o Fortaleza, no Castelão. Mais tarde, às 19h, é a vez de Atlético e Athletico-PR se enfrentarem no Mineirão.

Domínio do Inter

Inofensivo no ataque e frágil na defesa, o Atlético foi presa fácil para o Internacional na primeira etapa. As equipes ainda tentavam se situar no jogo quando o meio-campista Maurício, ex-Cruzeiro, deu a tônica do que seriam os momentos seguintes.

Logo aos seis minutos, o jovem de 21 anos aproveitou o espaço entre as linhas de zaga e meio para acertar um canhotaço de fora da área, no ângulo de Everson: 1 a 0.

Em desvantagem no placar, o Atlético foi o dono da bola (58%). O Inter, o dono do jogo. Numa tarde pouco inspirada dos principais jogadores de ataque, o time visitante sofria com a forte marcação colorada e tinha em Ademir a única válvula de escape.

Os contra-ataques do Inter causavam calafrios na espaçada defesa alvinegra, que perdeu a maioria das disputas mesmo em superioridade numérica. Aos 23 minutos, Edenílson - que, ironicamente, esteve perto do Atlético na janela de transferências do começo do ano - ganhou disputa com Arana e cruzou rasteiro para Wanderson concluir com precisão: 2 a 0.

O terceiro gol colorado saiu em mais um contragolpe preciso, aos 30 minutos. Nacho foi desarmado por Gabriel, que encontrou Alemão. O centroavante tocou para Maurício fintar Allan e finalizar colocado, no cantinho: 3 a 0. Ducha de água fria para um Atlético que até assustou o goleiro Daniel nos últimos minutos do primeiro tempo, mas foi para o intervalo sem reduzir os danos.

Atlético melhora, mas perde

Cuca tentou mudar o cenário da partida e, no intervalo, colocou Pedrinho e Vargas nas vagas de Ademir e Nacho Fernández. Logo no início, o Atlético quase diminuiu a vantagem em chance clara finalizada por Jair, mas o goleiro Daniel salvou o Inter. Aos 17 minutos, Arana finalizou, a bola desviou em Vitão e caprichosamente acertou o travessão.

De olho no novo cenário que se desenhava em campo, o técnico Mano Menezes - que, suspenso, assistiu à partida das tribunas do estádio - também fez alterações. A ideia era fortalecer o contra-ataque do Inter, que se viu encurralado pelo Atlético. Mas os visitantes continuaram mais perigosos (e quase marcaram com Sasha).

Aos 27 minutos, um problema para o Atlético: o lateral-esquerdo Guilherme Arana deixou o gramado com dores musculares na coxa esquerda. Dodô o substituiu e voltou a jogar após cinco meses e meio e uma cirurgia no joelho esquerdo.

No fim das contas, o Atlético, apesar da posse e da pressão, não conseguiu diminuir a desvantagem. Agora, é pensar no Palmeiras.

INTERNACIONAL 3 X 0 ATLÉTICO

Internacional
Daniel; Bustos, Mercado (Kaíque Rocha, aos 29' do 2ºT), Vitão e Renê; Gabriel, Edenilson (Estevão, aos 38' do 2ºT), De Pena e Maurício (Johnny, aos 18' do 2ºT); Wanderson (Pedro Henrique, aos 18' do 2ºT) e Alemão (Braian Romero, aos 29' do 2ºT)
Técnico: Sidnei Lobo

Atlético
Everson; Mariano, Nathan Silva, Alonso e Guilherme Arana (Dodô, aos 28' do 2ºT); Allan, Jair (Rubens, aos 26' do 2ºT) e Nacho (Vargas, no intervalo); Ademir (Pedrinho, no intervalo), Keno (Eduardo Sasha, aos 23' do 2ºT) e Hulk
Técnico: Cuca

Motivo: 20ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data e horário: domingo, 31 de julho de 2022, às 16h
Local: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Gols: Maurício, aos 6' e aos 30', e Wanderson, aos 23' do 1ºT (INT)
Cartões amarelos: Mercado, aos 2' do 1ºT (INT); Ademir, aos 17' do 1ºT (ATL)

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (FIFA/SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (FIFA/SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos (FIFA/SP)

Da Redação com Superesportes



Publicidade

Links patrocinados MGID