Menu

Atlético leva empate do Palmeiras na Libertadores após estar vencendo por 2 a 0

Da euforia à frustração, o Atlético viveu uma noite de quarta-feira (3) que beirou o épico, mas acabou com ares trágicos. Dominante e intenso - especialmente no primeiro tempo -, o time alvinegro abriu 2 a 0 e incendiou o Mineirão, lotado com mais de 57 mil torcedores. Porém, viu o Palmeiras buscar o empate por 2 a 2 no jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores.

Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A PressFoto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press

Na etapa inicial, o Atlético sufocou o adversário e empilhou oportunidades, mas o gol só foi sair nos acréscimos. De pênalti, Hulk abriu o placar. No segundo tempo, o time alvinegro conseguiu ampliar a vantagem (gol de Murilo, contra). Mas Murilo (desta vez a favor) e Danilo buscaram o empate para o Palmeiras.

Com o resultado em Belo Horizonte, quem vencer em São Paulo avança. Novo empate leva a decisão para os pênaltis. A equipe que passar enfrenta nas semifinais Estudiantes ou Athletico-PR. O jogo de volta será na próxima quarta-feira (10), às 21h30, no Allianz Parque.

Antes da decisão pela Libertadores, as equipes têm compromisso pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Atlético recebe o Athletico-PR neste domingo, a partir das 19h, no Mineirão. Às 16h, Palmeiras e Goiás se enfrentam no Allianz.

Domínio do Atlético

Quem assistiu à derrota do Atlético por 3 a 0 para o Internacional no último domingo viu uma postura bem diferente nesta quarta-feira. Intenso e agressivo na marcação, o time sufocou o Palmeiras no campo ofensivo alvinegro. Como resultado, empilhou ótimas oportunidades de gol desde o início.

Zaracho de bicicleta, Hulk em chutaço de longe, Keno duas vezes em condições claras, Ademir na trave em lance inacreditável... O gol amadurecia, mas demorava a sair. Recuado, o Palmeiras tentava contra-ataques, mas era parado ora pela marcação atleticana, ora por faltas.

Na única vez que a marcação do Atlético bobeou, Piquerez marcou - mas o lance foi invalidado por impedimento de Gustavo Scarpa no início da jogada. A frustração palmeirense se tornou incentivo para o Galo, que voltou a pressionar até que, aos 44 minutos, Jair foi derrubado na área por Marcos Rocha.

Pênalti para o Atlético diante do Palmeiras no jogo de ida do mata-mata da Libertadores. Hulk vai para a bola. Lembranças de 2021? Ficaram para trás. Desta vez, o artilheiro alvinegro não acertou a trave, e sim o gol: 1 a 0 para o time que dominou as ações no primeiro tempo.

Palmeiras busca empate

O segundo tempo começou da melhor maneira possível para o Atlético: com um gol aos 2 minutos. A zaga do Palmeiras vacilou. Keno, com muita habilidade, venceu a marcação e cruzou para trás, nas pernas de Murilo, que empurrou para as próprias redes. Em êxtase, o Mineirão em um cenário ainda mais favorável aos donos da casa.

O domínio atleticano ainda existia quando o Palmeiras reduziu os danos, aos 13 minutos. Após bela cobrança de falta de Gustavo Scarpa no travessão, a bola sobrou nos pés de Murilo, na área. O zagueiro alviverde se redimiu e empurrou para as redes, desta vez do adversário.

Daí em diante, a posse continuou nos pés do Atlético, mas com menos ações incisivas na área palmeirense. O time alviverde passou a criar e teve uma oportunidade claríssima com Dudu, que, livre dentro da área, finalizou para fora. Já nos acréscimos, o time alviverde conseguiu o empate com o volante Danilo, após cobrança de escanteio, para frustração atleticana.

Em uma semana, a decisão é em São Paulo.

ATLÉTICO 2 X 2 PALMEIRAS

Atlético
Everson; Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso (Igor Rabello, aos 29' do 2ºT) e Rubens; Otávio, Jair e Matías Zaracho (Nacho Fernández, aos 34' do 2ºT); Ademir (Pedrinho, aos 43' do 2ºT), Keno (Vargas, aos 35' do 2ºT) e Hulk (Alan Kardec, aos 43' do 2ºT)
Técnico: Cuca

Palmeiras
Weverton; Marcos Rocha (Mayke, aos 35' do 2ºT), Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Danilo, Zé Rafael e Raphael Veiga (Gabriel Menino, aos 22' do 2ºT); Dudu, Gustavo Scarpa e José López (Rafael Navarro, aos 35' do 2ºT)
Técnico: Abel Ferreira

Motivo: jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: quarta-feira, 3 de agosto de 2022, às 21h30

Gols: Hulk, aos 45' do 1ºT, e Murilo (contra), aos 2' do 2ºT (ATL); Murilo, aos 13', e Danilo, aos 46' do 2ºT (PAL)
Cartões amarelos: Jair, aos 3', e Mariano, aos 45' do 2ºT (ATL)

Público: 57.140 torcedores
Renda: R$ 4.232.050,90

Árbitro: Facundo Tello (ARG)
Assistentes: Diego Bonfá (ARG) e Gabriel Chade (ARG)
VAR: Juan Lara (BOL)

Da Redação



Publicidade

Links patrocinados MGID