Menu

Homem é preso suspeito de abusar sexualmente de vizinha de 8 anos em Lagoa Santa

Um homem de 48 anos foi preso, na noite dessa terça-feira (18), suspeito de abusar sexualmente da vizinha de 8 anos em Lagoa Santa, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Criança foi encaminhada para atendimento no hospital Odilon Behrens./ Foto: Mariela GuimarãesCriança foi encaminhada para atendimento no hospital Odilon Behrens./ Foto: Mariela Guimarães

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), policiais foram acionados em uma unidade de atendimento médico da cidade, onde a criança estava com outra vizinha.

Ela se queixava de dores na região genital, apresentava corrimento e sangramento. Em conversa com os policiais, a menina disse que as lesões tinham sido provocadas após um abuso sexual na noite de segunda-feira (17) por parte do vizinho. Os estupros, segundo a vítima, aconteciam há cerca de um ano.

O homem oferecia doces e dinheiro para a menor. Em troca, ele pedia sexo oral, que a menina deixasse ele passar a língua no corpo dela e que pudesse introduzir o dedo na vagina da criança. Todos os abusos aconteciam na casa do criminoso.

Na noite de segunda, ainda conforme o registro policial, o homem pegou a vizinha pelos braços, levou para dentro de casa e introduziu o pênis na vagina da vítima.

Ao ser localizado, o homem negou os abusos, afirmou ser amigo da família da menina e que, na segunda, não saiu de casa. Além disso, na versão do suspeito, ele foi vítima de uma armação de pessoas envolvidas com o tráfico de drogas já que tem parentesco com um policial militar.

Vulnerabilidade familiar

Após receber os primeiros atendimentos na cidade, a criança foi encaminhada ao Hospital Municipal Odilon Behrens.

À polícia, uma conselheira tutelar de Lagoa Santa disse que a garota vive em situação de vulnerabilidade familiar. Ela foi abandonada ano passado pela mãe, e o pai tem os cuidados necessários com a filha.

A vítima ficou aos cuidados de uma madrinha. O suspeito foi encaminhado à Delegacia de Plantão de Lagoa Santa.

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, o inquérito foi instaurado e as investigações continuam. Por não haver flagrante, o suspeito foi ouvido e liberado.

Com O Tempo




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados