Menu

Hospital João XXIII atende 12 vítimas de tiro ou esfaqueamento relacionados ao Carnaval em 18h

O Hospital João XXIII informou que pelo menos doze pessoas vítimas de tiros ou esfaqueamento deram entrada no local entre a noite de domingo e a madrugada desta segunda-feira (24). As ocorrências são relacionadas ao Carnaval.

Eles permanecem internados na Unidade de Tratamento de Queimados da unidade - Foto: Alex de Jesus / O TEMPOEles permanecem internados na Unidade de Tratamento de Queimados da unidade - Foto: Alex de Jesus / O TEMPO

No domingo, duas pessoas foram baleadas na avenida dos Andradas e um folião foi alvejado após brigar com um homem no bairro Castelo, na região da Pampulha.

Uma fonte informou que o hospital havia atendido pelo menos 13 pessoas esfaqueadas no período, sendo que sete delas teriam sido esfaqueadas na Praça da Estação. Por meio de sua assessoria, o hospital afirmou que não consegue determinar o local das ocorrências. Também não foi possível determinar quantas pessoas foram alvejadas e quantas foram esfaqueadas.

Procurada, a Polícia Militar de Minas Gerais disse que o número de casos de esfaqueamento é menor do que as 13 vítimas informadas pela reportagem. A corporação não forneceu um número exato de ocorrências.

“Toda situação que dá entrada nos hospitais ou são atendidas pelo Samu ou Corpo de Bombeiros em que há verificação no histórico de possibilidade de crime ou violência, a PM é acionada de imediato. Então nós temos um registro menor, muito provavelmente em razão disso: nem todo atendimento que deu entrada nos hospitais estava relacionado à questão de violência e cabia registro da PM”, disse a porta-voz da Sala de Imprensa da corporação, capitã Layla Brunnela.

De acordo com ela, na comparação até domingo com o mesmo período do ano passado, o número de tentativas de homicídio, homicídios e lesão corporal teve redução de 50% em Belo Horizonte.

Com O Tempo




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados