Menu

Prefeitura de BH decide não ampliar a flexibilização do comércio na próxima semana

A Prefeitura de Belo Horizonte decidiu não ampliar a flexibilização do comércio na próxima semana. "Estamos muito preocupados. Temos notícias assustadoras do interior, que não tem culpa. A culpa é de um sistema estadual sucateado", afirmou o prefeito Alexandre Kalil, em alerta com o aumento exponencial de casos no interior.

Foto: ReproduçãoFoto: Reprodução

"Vamos vir aqui toda sexta-feira, e espero não vir na próxima determinar o Lockdown", disse o prefeito. A PBH avalia, semanalmente, novas fases de retomada da atividade econômica. Na última segunda-feira (25), foi iniciada a primeira fase de reabertura.

Um dos grandes problemas é a taxa de transmissão do novo coronavírus, quesubiu de 1,09, na última sexta-feira, para 1,24. Dessa forma, o índice está na classificação vermelha, o que já impede maior flexibilização da quarentena.

O comitê de enfrentamento à Covid-19 também demonstra preocupação com a situação no interior de Minas. De acordo com os dados, a taxa de contaminação em Itabira, por exemplo, está de uma pessoa para outras 11. Nova Lima, na Grande BH, tem um morador transmitindo a doença para outros quatro. "Está evoluindo de forma muito rápida", frisou o infectologista Carlos Starling. Segundo ele, é preciso agora "segurar o pé no freio" e repensar a flexibilização.

Além disso, a ocupação de leitos de UTI exclusivos para Covid-19 está em 55% e os de enfermaria, 43%. Das vagas específicas para pacientes com a doença, 17,2% estão ocupadas por pessoas de outras cidades, informou o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado.

*Em breve mais informações.

Com Hoje em Dia




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados