Menu

Seis idosos morrem por coronavírus em asilo de Piranga, Zona da Mata Mineira

Seis moradores de um lar de idosos em Piranga, na Zona da Mata, morreram após um surto pelo novo coronavírus (Covid-19) no local. Ao todo, 27, dos 73 idosos que se hospedavam no Lar São José de Piranga, se infectaram com a doença. A cidade teve registros de sete mortes até o momento, seis delas por causa do surto no asilo.

Ao todo, 27, dos 73 idosos que se hospedavam no Lar São José de Piranga, se infectaram com a doença — Foto: Reprodução internetAo todo, 27, dos 73 idosos que se hospedavam no Lar São José de Piranga, se infectaram com a doença — Foto: Reprodução internet

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura da cidade, o primeiro caso da doença do asilo foi no dia 23 de maio. Uma idosa de 72 anos pegou a doença e morreu quatro dias depois, no dia 27 de maio. A última morte dos hóspedes do local foi no dia 20 de junho. Todos os idosos que morreram no asilo tinham acima de 60 anos - ou seja eram do grupo de risco para a Covid-19. Como eles dividiam quartos e uma idosa pegou o coronavírus, a doença foi se espalhando.

Dos 27 moradores do asilo que testaram positivo para a doença, 18 precisaram ficar internados, onze já receberam alta, um ainda está internado internado no Centro de Terapia Intensiva (CTI) em Conselheiro Lafaiete e três idosos estão em isolamento domiciliar. Funcionários do lar também tiveram resultado positivo para a doença, mas não tiveram complicações.

Por causa do surto no asilo, que é filantrópico, a Prefeitura Municipal de Piranga assumiu o lar temporariamente, por meio de uma ordem judicial. A prefeitura informou que “está trabalhando na organização da entidade, especialmente, nas ações de combate ao novo coronavírus COVID-19, através de um Comitê Gestor e que está nas mãos da Justiça o futuro administrativo da entidade”.

Segundo a prefeitura, foi montada uma força-tarefa para combater o coronavírus no asilo. Funcionários do Departamento Municipal de Saúde, enfermeiros, técnicos de enfermagem e médicos, foram escalados para trabalhar no asilo. Durante um período, foi realizada a transferência de alguns idosos que testaram negativo para Covid-19 para uma pousada onde eles ficaram sob cuidados de funcionários de saúde da prefeitura.

Além disso, foi feita a descontaminação de toda a estrutura do lar de idosos. Os funcionários que se contaminaram fizeram isolamento social por 14 dias e ficaram afastados do trabalho. Foram tomadas medidas físicas para manter os idosos com maior distanciamento.

Na cidade de Piranga os cerca de 18 mil moradores foram orientados a manter o isolamento social. Só funcionam as atividades básicas do comércio e bares e restaurantes no esquema de delivery. Há 46 confirmações da doença no município.

Juiz de Fora

Esse não é o primeiro caso de mortes de idosos pela doença em asilos. Em Juiz de Fora a administradora do asilo onde sete idosos morreram com coronavírus foi indiciada pela Polícia Civil (PC) por homicídio culposo.

Os óbitos aconteceram entre abril e maio, e as vítimas tinham entre 72 e 93 anos. O inquérito foi concluído na última sexta-feira (26) e será encaminhado à Justiça nos próximos dias.

Com O Tempo




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados