Menu

Estado através do Programa Minas Consciente endurece regra para comércio de alimentos; Sete Lagoas seguirá a regra

O consumo de alimentos no interior de padarias, restaurantes e bares passa a ser proibido, a partir desta quinta-feira (9), em 174 cidades de Minas. A mudança vai atingir cerca de 4 milhões de moradores de municípios que aderiram ao Minas Consciente, programa para a flexibilização controlada das atividades econômicas no Estado (saiba mais aqui). Sete Lagoas por estar no Programa Minas Consciente através da liminar no processo da Ação Civil Pública movida pelo MP, terá de cumprir a regra.

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Até então, era permitido que os estabelecimentos oferecessem o serviço de alimentação desde que houvesse distanciamento de mesas. A medida torna obrigatória a venda apenas por delivery ou entrega no balcão.

"Mesmo com espaço entre as mesas, não está mais previsto no protocolo. Houve um pedido de prefeitos, solicitando essa alteração. O plano é dinâmico, com o maior propósito na preservação de vidas", declarou o secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, em coletiva nesta tarde.

Avanço à Onda Branca

Passalio também informou que, a partir deste sábado (11), 37 das 51 cidades da macrorregião de saúde Centro-Sul que aderiram ao Minas Consciente, como Barbacena, Conselheiro Lafaiete e Carandaí, foram liberadas para avançarem para a Onda Branca do Minas Consciente.

A Onda Branca é um dos níveis hierárquicos de orientação sobre o que pode ou não funcionar em um município. Nela, além dos comércios essencias, podem abrir estabelecimentos de baixo risco, como autoescolas, lojas de artigos esportivos e floriculturas. Segundo Passalio, a liberação veio após melhora nos índices epidemiológicos nesses locais.

Por fim, o chefe da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sede) atualizou para 174 o número de prefeituras aderentes ao Minas Consciente no Estado. As macrorregiões com o maior número de municípios participantes são:

- Sudeste, com 51 cidades, como Juiz de Fora, Muriaé e Além paraíba;
- Centro-Sul, com 37, incluindo Barbacena, Carandaí e Conselheiro Lafaiete;
- Centro, com 21, como Sete Lagoas, Ouro Preto e Curvelo;
- Noroeste, com 16 municípios, incluindo Patos de Minas e Lagoa Formosa.

Atualmente, Minas tem 4 macrorregiões na Onda Branca (Centro-Sul, Leste do Sul, Norte e Sul) e 10 na Onda Verde (Centro, Jequitinhonha, Leste, Nordeste, Noroeste, Oeste, Sudeste, Triângulo Norte, Triângulo Sul, e Vale do Aço).

Da Redação com SES-MG




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados