Menu

Em MG, 670 cidades, somando 12 milhões de moradores, podem reabrir neste sábado

As aberturas de comércios iniciadas neste sábado em todo o Estado, seguindo a recomendação do novo Minas Consciente, podem atingir até 12.366.860 moradores de Minas. Pelo menos 670 cidades têm sinal verde para avançar para a onda Amarela do plano, na qual estão autorizadas, inclusive, aberturas de bares e restaurantes para consumo local.

Juiz de Fora é uma das cidades que têm aval do Minas Consciente para retomar atividades econômicas neste sábado./ Foto: Rcandre / CommonsJuiz de Fora é uma das cidades que têm aval do Minas Consciente para retomar atividades econômicas neste sábado./ Foto: Rcandre / Commons

Desses municípios, 362 cumprem a determinação de ter menos de 30 mil habitantes e coeficiente de casos por 100 mil habitantes menor que 50 nos últimos dias.

Por outro lado, outras 76 cidades consideradas de médio e grande porte, com mais de 30 mil habitantes, também poderão abrir o comércio devido ao local em que se encontram. A recomendação do Estado é positiva para o avanço caso o município esteja em uma micro ou macrorregião com permissão de progredir para a Onda Amarela.

Entre os municípios maiores, um dos principais exemplos é Juiz de Fora, na Zona da Mata. O prefeito, Antônio Almas (PSDB), afirmou que apesar de números na cidade estarem em queda e a flexibilização avançar em partes neste sábado, a taxa de transmissão ainda permanece acima de 1, o que significa que a doença ainda avança no local. "Bares e restaurantes vão continuar sem poder vender bebida alcóolica, restaurantes vão poder funcionar somente entre 11h e 15h com consumo local", detalhou Almas.

As 232 cidades restantes são municípios de pequeno porte onde a recomendação é de manutenção do comércio fechado, seguindo as regras específicas para cidades menores. No entanto, todos esses locais têm micro ou macrorregião com permissão de avanço para a onda Amarela do plano. E como o motivo do avanço pode ser escolhido pelos municípios, os administradores públicos podem optar por retomar a atividade comercial com base no estabelecido para as macro e microrregiões.

Beneficiados

O número de cidades com recomendação positiva do Governo de Minas compreende também municípios que não aderiram ao Minas Consciente e que, caso queiram efetivar a reabertura, deverão formalizar a adesão. Das 670 cidades, apenas 333 estão inseridas formalmente no plano de retomada gradual do Estado.

"O plano não foi feito para ser obrigatório, não cabe ao estado impor algo aos prefeitos, muito pelo contrário", declarou nesta quinta-feira (6) o secretário-adjunto de Desenvolvimento Fernando Passalio, destacando, no entanto, que graças à decisão judicial proferida em julho, apenas cidades que aderirem ao Minas Consciente poderão retomar suas atividades econômicas. "A não adesão ao plano passa a ser uma questão do prefeito com a Justiça", pontuou.

Entre essas 333 cidades, segundo a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), 47 foram beneficiadas pela renovação do Minas Consciente, uma vez que puderam progredir na onda. O maior município entre os beneficiados é Curvelo, com pouco mais de 80 mil habitantes, que graças à separação microrregional, que considera o local onde ela está inserida apto a progredir para a onda Amarela, poderá retomar as atividades comerciais neste sábado.

Com O Tempo




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados