Menu

Mulher morre de infarto após brigar com o marido por causa de Netflix, em Minas

A mulher tinha um histórico de ter sofrido 19 infartos durante a vida e sempre brigava com o homem quando ele assistia a plataforma online; antes de morrer ela disse ter sido agredida

Foto: AFP/ArquivosFoto: AFP/Arquivos

Uma mulher de 55 anos morreu de parada cardíaca após uma discussão com o marido dela, de 56 anos, pelo fato de que ela não queria que ele assistisse ao Netflix. O caso aconteceu nesta quinta-feira (14) em Poços de Caldas, no Sul de Minas Gerais. Antes de morrer, a vítima disse ter sido agredida pelo marido, que nega. Segundo a família, ela tinha problemas de saúde e já tinha sofrido 19 infartos.

A Polícia Militar foi acionada para a caso do casal por uma suspeita de agressão. Ao chegar no local, os militares encontraram a mulher sendo socorrida por uma ambulância. O filho do casal, de 16 anos, contou que ouviu a mãe gritar que tinha sido agredida e que ao chegar perto dela, a mãe disse que o marido tinha dado um chute em sua costela. Segundo o filho, ela estava em uma ligação telefônica, caiu ao chão e começou a passar mal.

O marido da vítima disse que não a agrediu. Ele contou que estava assistindo a uma programação no Netflix e que a mulher não gostou e começou a brigar com ele. O homem então desligou a televisão e foi para o quintal. Ele contou ainda que a vítima já tinha sofrido 19 infartos. A informação foi confirmada pelos filhos do casal que também disseram que a mãe não gostava que o pai assistisse ao Netflix.

A mulher morreu por uma parada cardiorrespiratória ao dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. Os médicos não encontraram lesões no corpo dela, que foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) para passar por mais exames. O homem foi levado a Delegacia de Polícia Civil por causa da suspeita de agressão. O caso será investigado.

Com O Tempo




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados