Menu

Escolas do ensino fundamental serão reabertas no próximo dia 21 em Belo Horizonte

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), informou que as escolas do ensino fundamental serão reabertas a partir do próximo dia 21. O retorno ao ensino presencial vai valer para os alunos com idade entre 6 e 12 anos, das instituições públicas e privadas.

Escolas deverão seguir protocolos de segurança para reabertura Foto Foto: Flávio Tavares/O TEMPOEscolas deverão seguir protocolos de segurança para reabertura Foto Foto: Flávio Tavares/O TEMPO

O anúncio foi feito nesta quarta-feira (9), durante coletiva. “As infantis já estão abertas, e as fundamentais, como nós vamos vacinar os professores, há um tempo para a vacina fazer um determinado efeito, que vai ser esclarecido. E, a partir do dia 21, elas retornam a volta presencial”, disse o chefe do executivo.

A retorno, conforme detalhou o secretário de Saúde, Jackson Machado, será por "microbolhas", com no máximo seis alunos por turma. Os estudantes poderão frequentar as escolas por três horas e no máximo duas vezes por semana.

Segundo ele, a data foi definida baseada na vacinação dos professores. Na capital, os docentes estão sendo imunizados com a Astrazeneca. "Com 21 dias da primeira dose já oferece proteção de 74%", explicou.

"Terão uma chance muito menor de adoecer. E, caso adoeça, terão uma chance muito menor de demandar serviços mais sofisticados de atenção médica. Isso nos dá segurança para voltar, pelo menos parcialmente, com essas crianças para as escolas", completou.

"A crise econômica, social, educacional é tamanha que talvez o benefício da flexibilização, principalmente das escolas (...), é um benefício que pode ser maior que o risco", afirmou o infectologista Unaí Tupinambás, que faz parte do Comitê de Combate à Covid em BH.

Durante a coletiva, a prefeitura ainda destacou que caberá aos pais a decisão de mandar ou não os filhos para as escolas. Kalil adiantou que neta, por enquanto, não retornará ao ensino presencial.

Até o momento, não há data prevista para a volta às aulas presenciais dos estudantes com mais de 13 anos.

Em BH, os alunos da educação infantil foram os primeiros liberados para a volta às aulas presenciais. Nas escolas particulares, a volta aconteceu no dia 26 de abril. Uma semana depois, no dia 3 de maio, foi a vez dos alunos das instituições públicas.
Ensino fundamental

Na semana passada, a PBH divulgou a carga horária que os alunos do ensino fundamental terão que cumprir quando as aulas presenciais forem retomadas. Os estudantes deverão frequentar as salas de aula por 12 horas semanais. Para completar a carga horária, os alunos do 2º ao 9º ano terão mais 28 horas por semana de atividades remotas. Já os matriculados no 1º ano vão ter oito horas de atividades não presenciais.

Além disso, a prefeitura disponibilizou uma nota técnica elaborada pelo Comitê de Enfrentamento à Covid com os critérios de segurança que deverão ser adotados para a volta às aulas presenciais de todos os estudantes. Os infectologistas que formularam as regras definiram sete estratégias essenciais para o retorno presencial seguro, para evitar a transmissão da Covid. São elas:

1. Uso universal e correto de máscaras;
2. Distanciamento físico;
3. Lavagem das mãos e etiqueta respiratória;
4. Limpeza e manutenção de instalações saudáveis;
5. Rastreamento oportuno de contato em combinação com isolamento e quarentena;
6. Dar preferência a ocupação de espaços externos;
7. Cumprimento dos protocolos instituídos pelo poder público.

Os especialistas informaram que, para liberar o ensino presencial, vão levar em conta cálculos que consideram indicadores como tendência de casos novos por 100 mil habitantes, mortalidade, letalidade e vacinação da população. As análises serão feitas a cada duas semanas.

Com O Tempo





Publicidade

Links patrocinados