Menu

COVID: UFMG confirma dois casos da variante delta em Belo Horizonte

Dois casos da variante Delta foram detectados nessa segunda-feira (26) em Belo Horizonte, após análises feitas em amostras de duas pessoas que retornaram do Reino Unido e estavam contaminadas pelo coronavírus. A informação é do professor de genética da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e responsável pelo estudo, Renan Pedra.

Foto ilustrativa/Reprodução: InternetFoto ilustrativa/Reprodução: Internet

“A PBH tem um laboratório próprio de diagnóstico e, toda semana, às terças, eu passo, pego as amostras e levo para a UFMG para fazer a caracterização das variantes que estão nelas. No fluxo da semana passada, foram indicadas duas suspeitas da variante indiana. Procedemos com toda a análise e o resultado saiu ontem, confirmando que as duas eram variante Delta”, disse ao Hoje em Dia.

Ainda segundo o pesquisador, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), assim como a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), já foram notificadas sobre a variante. A reportagem entrou em contato com a administração municipal e com o governo de Minas, e aguarda um retorno.

A variante

A linhagem foi detectada na Índia, em 2020 e apontada como responsável por uma onda de casos e mortes por lá. A linhagem é considerada mais agressiva e poderia ser responsável por uma explosão de casos também no Brasil.

No país, segundo balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, são 169 casos no total. Destes, 13 pacientes tiveram quadro grave e morreram em decorrência da Covid-19.

Em Mins, apenas um caso havia sido confirmado até o momento. Trata-se de um morador de Juiz de Fora, na Zona da Mata, que testou positivo para a cepa ainda em maio. Ele foi diagnosticado após voltar de uma viagem à Índia.

Com Hoje em Dia





Publicidade

Links patrocinados