Menu

Dois pacientes graves morrem no incêndio da Santa Casa em BH

Dois pacientes com quadro clínico grave não resistiram ao incêndio que tomou conta do 10° andar da Santa Casa de Belo Horizonte nesta segunda-feira (27). As chamas começaram por volta das 20h11 da noite e fez com que com que centenas de pacientes, inclusive da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), precisassem ser evacuados.

Foto: Reprodução InternetFoto: Reprodução Internet

A técnica de enfermagem Vanderleia Rodrigues de Souza estava no 11º andar, quando o incêndio começou no 10°. Antes de perceber a real situação, ela chegou a achar que se tratava de uma brincadeira.

“De repente, eu escutei alguém gritando ‘fogo, fogo’. Cheguei no vão e já foi o desespero dos pacientes e o pessoal tentando tirar. A reação foi unir a equipe e tentar fazer a nossa parte para tentar socorrer. Foi uma cena de terror. Ninguém vai esquecer essa noite”, detalhou a funcionária.

Segundo o porta-voz do Corpo de Bombeiros, Pedro Aihara, testemunhas relataram que houve uma falha em algum equipamento, uma pequena explosão e, a partir disso, de um vazamento de oxigênio iniciou-se o incêndio. “O 10º andar foi isolado, o fornecimento de oxigênio nesse andar já foi interrompido”, relatou o militar.

No fim da noite desta segunda, pacientes já puderam ser realocados para seus leitos. “A gente tinha uma produção de chamas considerável e, por isso, as pessoas se assustaram e quebraram algumas janelas”, relatou. Uma vítima foi atendida pelo Corpo de Bombeiros porque estava com “uma situação de insuficiência respiratória devido à inspiração de fumaça”, detalhou Aihara.

Pacientes foram transferidos para João XXIII

Treze pacientes foram levados para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, outros três para a Maternidade Odete Valadares e 20 para o Hospital São Lucas. No fim da noite, médicos ainda avaliavam a situação das pessoas transferidas. Ele informou que no 10º andar há 50 unidades de CTI, e que brigadistas usaram extintores antes da chegada do Corpo de Bombeiros. Polícia Militar, Serviço Móvel de Urgência (Samu) e BHTrans também participaram da ação.

Confira a nota da Santa Casa BH na íntegra:

"Acerca do incêndio ocorrido na ala C do 10º andar da Santa Casa BH, a instituição informa que os pacientes foram remanejados e submetidos a uma avaliação pelo corpo assistencial. A área onde ocorreu o incêndio encontra-se interditada pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil e as demais áreas voltaram ao seu funcionamento regular.

No momento do início do incêndio, haviam 931 pacientes internados. Os que se encontravam no 10º e 9º andares foram removidos, mas já estão retornando e recebendo a devida assistência. Foram registrados dois óbitos de pacientes que apresentavam quadro clínico grave. Os corpos estão sendo encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML).

A Santa Casa BH agradece o trabalho realizado pela Polícia Militar de Minas Gerais, Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Ressalta, ainda, o trabalho e a disposição dos funcionários e brigadistas da instituição."

Confira a nota da Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig) na íntegra:

"A Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig), assim que foi comunicada do incêndio na Santa Casa de Belo Horizonte, montou um plano de contingência para receber os pacientes que necessitavam de transferência em função da interdição de parte do hospital.

O Hospital João XXIII acionou o Plano de Atendimento de Múltiplas Vítimas (PLAMV), previsto para atuação em momentos de crise, como acidentes com número elevado de vítimas graves para atendimento simultâneo. Até o momento, 13 pacientes provenientes da Santa Casa deram entrada no HJXXIII.

Além do Hospital João XXIII, a Maternidade Odete Valadares (MOV) recebeu três pacientes na UTI Neonatal e cinco gestantes foram encaminhadas pelo SAMU ou chegaram por demanda espontânea. Outras pacientes continuam chegando no Pronto Atendimento da unidade e estão sendo avaliadas.

Todas as unidades da Fhemig que possuem perfil para o atendimento às vítimas do incêndio foram acionadas para prestar apoio em caso de necessidade."

Da Redação com OTempo



Publicidade

Links patrocinados MGID