Menu

Escola de Itabirito suspende aulas após ameaças de massacre

A Escola Municipal Manoel Salvador de Oliveira, em Itabirito, na região central do Estado, teve as aulas suspensas nesta terça-feira (28) após ameaça de massacre. De acordo com informações da Polícia Militar (PM), na última sexta-feira (24), foi encontrado um papel no banheiro feminino escrito “massacre escolar dia 28/06”.

Foto: Divulgação/InternetFoto: Divulgação/Internet

Por conta do aviso, segundo informações do boletim de ocorrência, nesta terça, duas viaturas da Guarda Civil Municipal foram para o colégio. Porém, logo cedo, muitos familiares dos estudantes ligaram para a diretora e para outros funcionários avisando que vários alunos não iriam à aula.

A presença da Guarda não intimidou o possível autor da ameaça. Mesmo com as forças de segurança presentes no local, outro bilhete foi escrito, desta vez no banheiro masculino. No papel era possível ler: “Não é porque a polícia está aqui que não vai acontecer. Ainda vai. Eu não vou descansar até que essa escola seja banhada em morte”.

Dois adolescentes foram vistos por uma funcionária saindo do banheiro. Eles foram encaminhados até à diretoria e, na presença de uma psicóloga, negaram saber algo a respeito do bilhete.

Histórico

Segundo informações do boletim de ocorrência, foi perguntando para a diretora da escola se alguma anormalidade havia sido registrada no colégio anteriormente. Ela relatou que há cerca de 30 dias, dois adolescentes foram vistos com dois simulacros de arma de fogo, e ações administrativas foram aplicadas. Os simulacros foram entregues nesta terça à polícia.

A reportagem entrou em contato com a Polícia Civil para saber acerca da investigação sobre a ameaça e aguarda retorno.

Com O Tempo



Publicidade

Links patrocinados MGID