Menu

Cachorro que mordeu alunos de escola em Minas é morto por populares

Um cachorro foi morto a enxadadas nesta quarta-feira (29), em Contagem, após ter mordido nove alunos da Escola Estadual Presidente Tancredo Neves. Indignados com os ataques, populares sacrificaram o animal no meio da rua, por volta das 13h.

Foto: EE Presidente Tancredo Neves / reproduçãoFoto: EE Presidente Tancredo Neves / reprodução

Segundo a diretora da escola, em entrevista à Rádio Itatiaia, os ataques do animal aos alunos da escola, que têm idades entre 12 e 15 anos, começaram na terça-feira (28) quando ele mordeu três deles que estavam em uma pracinha. Assustados, eles correram para dentro da escola e o cachorro foi atrás, mordendo mais 5 estudantes. Para espantar o animal eles deram chutes e pontapés.

Depois dos primeiros ataques, a escola chamou o Corpo de Bombeiros de Bombeiros que compareceu à unidade e levou o cachorro, ainda na terça-feira (28). Contudo, como Contagem não tem Centro de Controle de Zoonoses, ele acabou sendo solto pelos militares na mesma pracinha onde os ataques começaram.

Na noite de terça ele mordeu outra aluna da mesma escola. O SAMU foi acionado e prestou os atendimentos. Todos os alunos foram socorridos e vão precisar tomar, pelo menos, seis doses da vacina contra a raiva.

Por volta das 12h20 desta quinta-feira (29), próximo de uma padaria que fica perto da escola, o cachorro atacou de novo outro aluno, foi quando populares se uniram e mataram o animal a enxadadas. O animal aparentemente não tinha dono e nem nome e ficava perambulando pelas ruas, nas proximidades da escola.

Da redação com Itatiaia



Publicidade

Links patrocinados MGID