Menu

Já está preso o assassino do professor de inglês Renato Gomes

Um desentendimento, seguido de uma briga depois de uma carona foi a motivação de Gian Carlo Alves Pinto, de 22 anos, para tirar a vida, provavelmente por asfixia, do professor Renato Gomes (veja AQUI). Gian confessou o crime para a delegada Stefânia Nunes Valgas que estava de plantão na madrugada da segunda-feira, 1, quando foi preso pela Polícia Militar na cidade de Araçai. O autor já tem passagens pela polícia por furto, roubo e uso de droga.

Gian Carlo confessou os crimes para a polícia civil / Foto: DivulgaçãoGian Carlo confessou os crimes para a polícia civil / Foto: Divulgação

Gian foi detido pelos militares, em abordagem de rotina, porque estava com um cigarro de maconha e cachimbos para uso de crack. Levado para delegacia, com machucados que indicavam luta corporal, foi levantada a suspeita da participação dele no crime já que estava com um carro com placa de Curvelo onde havia a ocorrência de um assassinato, no sábado, 30, com as mesmas caracterísiticas que o acontecido em Sete Lagoas.

Investigações posteriores localizaram o carro de Renato Gomes na cidade de Curvelo onde Gian o deixou e cometeu o segundo crime, na noite do sábado A Polícia Civil imediatamente pediu a prisão preventiva que foi autorizada pelo juiz. Ainda em depoimento Gian disse que não conhecia as vítimas e que fazia programas para comprar drogas.

O autor do homicídio disse ainda que apenas deixou o corpo de Renato na estrada de terra e que o crime não foi cometido no lugar. Gian está no presídio da cidade onde fica à disposição da justiça. A titular da pasta, Dra. Mariza Andrade, vai assumir a investigação e ouvir testemunhas para atestar a versão apresentada por Gian.

Por Marcelo Paiva




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados