Menu

Carro de motorista desaparecido é encontrado com traficantes em Belo Horizonte

O carro de Luiz Antônio da Silva Rodrigues, motorista da aplicativo que está desaparecido desde o último sábado (04), em Belo Horizonte, foi encontrado pela Polícia Militar (PM) na madrugada desta quinta-feira (09) no bairro Zilah Sposito, região Norte da capital.

Foto: Arquivo pessoal/Fernando Macedo/Vitor Fórneas/BHAZFoto: Arquivo pessoal/Fernando Macedo/Vitor Fórneas/BHAZ

O veículo estava na posse de um traficante da região que é procurado pela polícia. Duas pessoas foram presas na ocorrência, mas por tráfico de drogas e não por envolvimento no sumiço do motorista.

O jovem de 25 anos não estava no veículo e ainda não foi localizado. A família continua pedindo ajuda e relata que estão sendo vítimas de trotes (veja abaixo).

Procurada, a Polícia Civil informou que a ocorrência ainda está a cargo da PM. Os dois homens devem ser ouvidos pela investigação.

Carro localizado

De acordo com a PM, dois jovens de 22 e 27, foram presos após a corporação receber uma denúncia de tráfico de drogas nas proximidades da Rua Mário Aurélio na madrugada de hoje. Com os suspeitos foram encontradas buchas de maconha, pinos de cocaína e R$ 194 em espécie.

Os jovens alegaram a participação na venda de drogas e se justificaram pelo fato de estarem desempregados. Os suspeitos levaram a PM até a casa do “chefe” do tráfico na região, mas o homem não estava. No imóvel foram encontradas uma arma de fogo, barras e buchas de maconha, além de uma balança de precisão.

A chave do carro de Luiz estava na residência do traficante que chefia a região, conhecido como “Pedro”. Segundo a PM, o veículo Gol, de placa PZN-1817, estava estacionado na rua, logo à frente da casa. Dentro do carro havia uma barra de maconha debaixo do banco. O carro foi apreendido na ocorrência de tráfico de drogas.

Pais apreensivos

Os pais de Luiz concederam entrevista na manhã de hoje, na casa da família. No momento da conversa com a imprensa, os pais foram avisados, ainda de maneira não oficial, de que o carro havia sido localizado.

Mais tarde, o pai do jovem, Fernando Macedo Rodrigues, disse ter recebido a confirmação das autoridades. “Falaram da prisão de algumas pessoas e que eles estavam sendo ouvidas na delegacia. Também falaram que o carro foi encontrado no Zilah Sposito”.

Fernando reafirmou a esperança de encontrar o filho bem, mesmo o carro tendo sido encontrado sem ele. “O sentimento que fica é de esperança e que a qualquer momento seremos informados de que ele está bem. Confesso não saber se é bom ou ruim – Luiz não estar no carro –, mas não deixaremos de ter esperança”.

Trotes frequentes

Na entrevista concedida pelos pais de Luiz, eles destacaram os trotes que vêm recebendo com frequência a respeito da localização do filho. “Essa foi uma motivação pra gente chamar a imprensa. As pessoas ligam falando que o Luiz foi encontrado, mas que estava na farra e que estamos escondendo-o. Já recebemos ligações com DDDs de outras partes do país simulando ser ele e até gente cobrando R$ 1 milhão para libertá-lo”, contou Edilene Rodrigues, mãe de Luiz.

A mãe do jovem luta contra um câncer há 9 anos e agora enfrenta uma metástase pulmonar. Ela receia que o filho pense que ela esteja com o estado de saúde piorado ou que até mesmo ela tenha morrido. “Eu estou bem filho. Você não me causou mal, só te quero comigo, ao lado da nossa família. Não estou internada e nem corro risco de morte. O seu lugar é com a gente”, disse emocionada em recado ao filho.

Quem tiver alguma informação sobre o paradeiro de Luiz, pode ligar para o Departamento de Pessoas Desaparecidas da Polícia Civil de Minas Gerais no número: 0800 2828 197.

Com BHAZ




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados