Menu

Jornalista Bruno Azevedo é investigado por golpe de R$ 6 milhões

O Departamento Estadual de Combate à Corrupção e Investigação de Fraudes investiga o jornalista Bruno Azevedo, ex-repórter e apresentador da rádio Itatiaia, por estelionato.

Jornalista teria deixado uma carta aos pais antes de desaparecer no ano passado — Foto: Reprodução/TwitterJornalista teria deixado uma carta aos pais antes de desaparecer no ano passado — Foto: Reprodução/Twitter

A pena para este crime varia entre um e cinco anos de prisão.

O jornalista desapareceu de forma voluntária no ano passado, período em que diversas pessoas, incluindo colegas de trabalho, procuraram a Polícia Civil para denunciá-lo por golpe que superaria R$ 6 milhões.

Como funcionava o golpe

Os policiais constataram que o jornalista utilizava o nome da rádio que trabalhava para vender horários publicitários às vítimas, com a promessa de que, em uma futura venda a anunciantes, elas receberiam lucros.

“As pessoas envolvidas acreditavam se tratar de um investimento, teoricamente a compra de horários de publicidade na rádio e que elas seriam remuneradas com a venda desses horários. Como toda pirâmide financeira, a gente tem que os primeiros investidores acabam recebendo alguma coisa. Mas o que a gente percebeu foi que eles eram remunerados com o próprio dinheiro", afirma o delegado Domiciano Monteiro.

Quantas pessoas

Inicialmente, oito pessoas, entre amigos e colegas de trabalho, procuraram a polícia para prestar queixa. "Mas imaginamos que tem inúmeras outras", comentou o outro delegado do caso Marlon Pacheco.

"Já foi identificado que a conduta se enquadra como estelionado. Pena de um a cinco anos de prisão", completou Pacheco.

O roteiro de Bruno Azevedo

Em novembro do ano passado, Bruno Azevedo se deslocou de Belo Horizonte até Patos de Minas e depois seguiu para Goiás.

“Paralelamente a isso, devido à repercussão que o caso teve, compareceram algumas vítimas ao departamento de investigação. Inclusive com conversas de WhatsApp e comprovantes bancários que indicavam que o jornalista estaria iludindo essas pessoas a fazer um investimento e as pessoas teriam um prejuízo milionário”, afirmou o delegado.

Resposta

A reportagem de O TEMPO já solicitou e aguarda um posicionamento da rádio Itatiaia. A reportagem também reserva espaço para posicionamento do jornalista Bruno Azevedo.

Com O Tempo




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados