Menu

Corrida para Prefeitura de Sete Lagoas em 2020 já tem pesquisa registrada no TSE

Sai pesquisa eleitoral que mostra os cenários da disputa pela Prefeitura de Sete Lagoas para este ano de 2020 que foi contratada pela Sempre Editora e publicada pelo o Jornal OTempo. De acordo com o levantamento estimulado, quando são apresentados os nomes dos pré-candidatos, o deputado estadual Douglas Melo (MDB) lidera a disputa. Já na espontânea, quando os nomes não são apresentados, há um empate técnico entre os pré-candidatos Duílio, Douglas e Emílio.

Arte: Adepol-PRArte: Adepol-PR

As entrevistas foram realizadas com a utilização de um questionário estruturado, aplicado via telefone, com questões gravadas abertas e fechadas. Pouco mais da metade dos entrevistados, 50,9%, era de homens, e 49,1% eram mulheres.

No cenário estimulado, o deputado Douglas Melo registrou 33,8% das intenções de voto. Já Emílio Vasconcelos, que ficou em segundo lugar no pleito de 2016, também ocuparia a mesma posição neste ano, segundo a pesquisa, com 18,2%. O atual prefeito, Duílio de Castro (Patriota), contabilizou 12% das pretensões de voto. Saulo Calazans (Novo) tem 3,2%, e Dóris Andrade, 2,4%. Na pesquisa, 22,5% dos eleitores disseram que vão votar branco/nulo ou em nenhum dos pré-candidatos, e 7,9% não souberam, não responderam ou estão indecisos.

Em uma simulação da disputa com apenas dois candidatos, Douglas Melo vence por 45,4%, contra 25,2% do atual prefeito, Duílio de Castro, por 42% a 32,2% contra Emílio Vasconcelos e por 45,2% a 28,3% contra o atual presidente da Câmara Municipal da cidade, Cláudio Caramelo (PRB).

No levantamento espontâneo, ou seja, sem a apresentação dos nomes dos postulantes, há um empate técnico considerando a margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. Segundo o levantamento, Duílio de Castro tem 8,5% (varia de 4,5% a 12,5%), Douglas Melo tem 7,3% (varia de 3,3% a 11,3%), Emílio Vasconcelos tem 4,3% (flutuando de menos de 1% a 8,3%) e Cláudio Caramelo registrou 2,7%, podendo ir de menos de 1% até 6,7%.

Entre os nomes colocados, o do atual prefeito é o com maior rejeição. Quase um terço dos entrevistados, 28,9%, afirmou não votar no atual chefe do Executivo. Já Caramelo tem rejeição de 22,3%. Melo registrou 21,4% de reprovação.

Governo. A pesquisa mediu a percepção dos eleitores sobre a gestão de Duílio de Castro. Quase metade dos entrevistados, 49%, avaliou como ruim ou muito ruim a administração. Outros 27,1% avaliaram como regular, e 18,6% caracterizaram como boa ou muito boa a gestão. Pouco mais de 5% não responderam.

Já quando a pergunta era se o entrevistado aprovava ou não a administração, 60% disseram reprovar. Entre os principais motivos de reprovação estão administração, infraestrutura e saúde. Dos que citaram problemas na administração, 37,7% avaliaram o prefeito como mau gestor, e 36,4% alegaram falta de melhoria na cidade.

Já em relação à personalidade de Duílio de Castro, 44,2% dos entrevistados disseram que o prefeito não cumpre promessas ou não é comprometido com o povo.

Registro. A pesquisa ouviu 601 eleitores entre os dias 1º e 12 de abril. O nível de confiabilidade é de 95%, e a margem de erro é 4%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número MG06548/2020

Da Redação com OTEMPO




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados