Menu

Homem raspa a cabeça da ex e ameaça quebrar as pernas dela por suposta traição

Uma garota de 19 anos teve a cabeça raspada na noite dessa quarta-feira (13) por um ex-namorado que, sem aceitar o término do relacionamento e desconfiado de uma traição, a torturou por horas e ainda ameaçou quebrar as pernas dela. O crime aconteceu no apartamento do homem que fica no bairro Serra Verde, em Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Torturas aconteceram no apartamento onde o suspeito mora, no bairro Serra Verde./ Foto: Reprodução/Google StreetViewTorturas aconteceram no apartamento onde o suspeito mora, no bairro Serra Verde./ Foto: Reprodução/Google StreetView

O suspeito tem 29 anos e, segundo a Polícia Militar, contou com o apoio dos pais da ex-namorada para torturá-la. Ele alegou que, depois de raspar o cabelo da namorada, ela seria perdoada por seus erros: “cabelo cresce”, disse à polícia conforme descrito na ocorrência.

Questionado, o homem confessou ter raspado os cabelos da garota. Após o crime, ele a levou até a casa onde ela mora com a família, em Contagem, também na região metropolitana de BH. O objetivo da ida até o imóvel era que a jovem se despedisse da família, uma vez que em seguida o ex-namorado pretendia ir com ela para São Paulo onde, segundo ele confirmou, se integraria à facção PCC.

Os pais da garota alegaram à polícia que a filha é dependente química e que já deu “muito trabalho”, por isso eles apoiaram o “castigo” pensado pelo ex-namorado da garota, com quem ela permaneceu em um relacionamento ao longo de quase um ano.

Enganada com presentes

Uma prancha de cabelo e um celular são as razões que fizeram com que a mulher aceitasse acompanhar o ex-companheiro até o apartamento dele na noite dessa quarta-feira (13), em Vespasiano. Ele teria dito que a presentearia quando chegassem à residência. Quando ela entrou no imóvel, ele tampou os olhos dela com um pedaço de pano e começou a espancá-la, conforme contou a garota para a polícia. De acordo com ela, depois disso o ex-namorado a colocou sentada em uma cadeira e raspou todo seu cabelo. Ele ainda teria intenção de quebrar as duas pernas da ex, mas, segundo ela, conseguiu dissuadi-lo da agressão ao jurar que eles retomariam o namoro.

Após a tortura, o suspeito e a ex-namorada seguiram de carro até a casa dos pais dela, em Contagem, para que ela se despedisse antes de viajarem com destino a São Paulo – onde, segundo ele próprio confirmou à polícia, se integraria ao PCC. Quando chegou lá, a garota pegou o celular do pai e se escondeu em um quarto onde mandou mensagem através do Instagram para seu atual companheiro. Ela pedia que ele chamasse a polícia.

Surpresa

Suspeito de torturar a ex-namorada – e também de ter feito vídeos no momento da agressão, o homem disse ter ficado surpreso com a chegada da Polícia Militar à casa em Contagem. Ele esperava com os pais da garota enquanto ela se preparava para a suposta viagem quando a PM chegou. Ele confirmou ter raspado a cabeça dela e disse que, sim, pretendia quebrar as pernas dela.

De acordo com o homem, a ex o estava traindo com um traficante da região em troca de drogas – ele também apontou a versão de que ela é dependente química. Questionado a respeito da tortura, o suspeito alegou que não agrediu a garota, apenas raspou seu cabelo como “castigo” e que, depois disso, ele a perdoaria, pois “cabelo cresce”.

A mãe da garota, uma mulher de 41 anos, disse que não aguenta mais a filha e que ela lhe dá “muito trabalho”, por isso teria concordado com a tortura imposta pelo ex-companheiro. Em momento nenhum, segundo a polícia, ela negou estar do lado do genro contra a filha.

Ex-namorado, mãe e pai da garota acabaram detidos e estão na Delegacia de Plantão de Contagem na manhã desta quinta-feira (15) para serem ouvidos pela Polícia Civil. O celular do homem de 29 anos, onde estariam as imagens da tortura contra a garota, está apreendido.

Com O Tempo




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados