Menu

Polícia Civil faz imagens, entrevista moradores e colhe amostra de amônia vazada da Vibra para periciar

A Polícia Civil de Sete Lagoas esteve na tarde desta quarta-feira (29), fazendo imagens e entrevistando alguns moradores do bairro Montreal a fim de colher informações sobre os vazamentos de substância (amônia) na Empresa Vibra no bairro Montreal que ocorreram nos dias 16 de maio e nove de julho deste ano.

Foto: Ascom PCMGFoto: Ascom PCMG

Os peritos compareceram ao local no dia 14 de julho e foi feita colheita de amostras da substância que vazou na empresa e se espalhou pelo bairro e região, bem verificou o equipamento em que ocorreu o vazamento.

O Inquérito Policial está apurando as causas do ocorrido e extensão de danos causados a população e ao meio ambiente.

Posicionamento da empresa

A Vibra emitiu, nessa quarta-feira, um comunicadp à imprensa explicando o ocoriido. Confira o texto na íntegra abaixo:

A Vibra informa que já vem conversando com moradores do bairro Montreal para ouvi-los e para esclarecer os incidentes, ocorridos em 16 de maio e 9 de julho, na unidade de Sete Lagoas (MG), onde mantém uma de suas fábricas de proteína animal de frango.

A Vibra afirma que vem realizando uma investigação técnica, envolvendo profissionais da equipe interna e especialistas de renome no mercado, para elucidar as causas do incidente - ocasionado pela variação de pressão na rede de um sistema de refrigeração. O local conta com as licenças ambientais e operacionais em dia, assim como todo o sistema de segurança, alarme e evacuação da unidade.

Relembre o caso:

Na madrugada de nove de julho, por volta de 03h, um vazamento de amônia vindo da empresa Agrogen foi registrado em Sete Lagoas. O fato aconteceu no bairro Montreal, na Rua Zoélio Sola.

Devido ao ocorrido, o Corpo de Bombeiros foi acionado. Segundo as informações, três viaturas foram enviadas para o local.

Os militares se empenharam em resolver e problema e, momentos depois da chegada ao local do incidente, obtiveram êxito em controlar o vazamento. Não houve registro de vítimas.

Primeiro vazamento

Na noite do dia 16 de maio, outro vazamento de amônia, vindo da empresa Nat Alimentos, deixou os moradores do bairro Montreal preocupadas.

À época, a Vibra, detentora da marca, emitiu comunicado lamentando o incidente. Vìtimas não foram registradas.

Da Redação com PCMG




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados