Menu

Polícia Civil de Minas Gerais é finalista em concurso nacional de inovação

Os sistemas de Credenciamento de Empresas (SCE) e de Rastreabilidade de Peças (SIRP) da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) estão entre os finalistas do Concurso Inovação no Setor Público, promovido pela Fundação Escola Nacional de Administração Pública (Enap).

Foto: Reprodução/IlustrativaFoto: Reprodução/Ilustrativa

O concurso objetiva valorizar servidores públicos que se dedicam a repensar atividades cotidianas e incentivar a implementação de inovação em serviços públicos dos governos federal, estadual e municipal.

Critérios

A seleção dos finalistas tem foco em iniciativas que contribuem para o aumento da qualidade dos serviços públicos e tornam as respostas do Estado às demandas da população mais eficientes .

O chefe da Polícia Civil, delegado-geral Wagner Pinto, destaca que estar entre os finalistas de um concurso tão importante é reflexo do trabalho desenvolvido pela PCMG, por meio do Detran. “A direção do Departamento de Trânsito é totalmente comprometida com o cidadão mineiro e busca desenvolver o trabalho com o único objetivo de melhorar a prestação final do serviço, trazendo eficiência e excelência ao resultado”, avaliou.

O SCE e o SIRP foram inscritos na categoria Inovação em Processos Organizacionais, na qual seis iniciativas foram finalistas. Ao todo, o concurso registrou 296 inscrições.

Sistemas

Os sistemas finalistas surgiram a partir de um trabalho conjunto entre o Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) e a Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais (Prodemge), ao buscar solução para o credenciamento de empresas que exercem a desmontagem, reciclagem e venda de peças automotivas, em conformidade com a Lei Federal 12.977/2014.

Na próxima etapa do concurso, Avaliação Final, a equipe fará apresentação oral de sua iniciativa ao Comitê Julgador. A data será definida pela coordenação do concurso. Após a apresentação de todas os finalistas, o comitê escolherá as três iniciativas vencedoras de cada categoria.

Inovação com resultado

O Sistema de Credenciamento de Empresas (SCE) e Sistema de Rastreabilidade de Peças ( SIRP) representam mudanças significativas nos processos de credenciamento de pessoas jurídicas e rastreabilidade de partes e peças de veículos automotores, oferecendo ao consumidor final produto com certificação técnica de segurança e de origem legal.

Atualmente, o Detran-MG tem capacidade para rastrear mais de 420 mil partes e peças de veículos, considerando o número de etiquetas já faturadas desde a implantação dos sistemas.

Impacto

A criação de um mercado legalizado de partes e peças de veículos automotores desmontados, totalmente rastreáveis, promoveu uma redução significativa dos índices de furto e roubo de veículos automotores em Minas Gerais.

No primeiro trimestre de 2020 foram registrados 6.237 furtos, 29,47% a menos do que no ano de implantação dos sistemas. No mesmo período foram registrados 2.495 roubos, 61,22% menos do que o computado no mesmo período de 2017, quando o sistema foi criado. Na época, houve 6.435 roubos de veículos.

“A migração dos processos para uma plataforma digital promoveu o controle efetivo das atividades de desmontagem e venda de peças pelo estado, gerando capilaridade das ações da Polícia Civil com a descentralização das atividades entre todas as suas unidades. Isso, certamente, contribui para a diminuição dos índices de furtos e roubos de veículos”, afirma o diretor do Detran-MG, delegado Kleyverson Rezende.

Em razão dos resultados obtidos com a implantação dos sistemas, atualmente, o SCE é utilizado para credenciamento e controle de todos os parceiros ligados aos serviços do Detran-MG, promovendo agilidade, transparência e segurança à atividade e aos processos do órgão.

Com Portal Sete e Ascom PCMG




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados