Menu

Suspeito de abusar sexualmente de filha da namorada de 1 ano e 8 meses homem é preso em BH

Um homem de 50 anos foi preso nesta segunda-feira (12), suspeito de abusar sexualmente da enteada de 1 ano e 8 meses. O crime foi na noite de sexta-feira (9), em uma praça da Região do Barreiro, em Belo Horizonte.

Foto: ReproduçãoFoto: Reprodução

De acordo com o boletim de ocorrência, o homem foi ao local com a companheira e mãe da vítima, com quem teve um relacionamento há dois meses. A mulher, de 19 anos, deixou a criança sob os cuidados do suspeito por alguns instantes, enquanto buscava lanche para a família. O homem aproveitou esse distanciamento para cometer o abuso.

Quando a mãe da criança retornou ao local onde a família estava, ouviu a filha chorar. Percebeu indícios do abuso e questionou o companheiro sobre o ocorrido. O homem chegou a negar qualquer problema, mas a mulher voltou para a casa na companhia da criança e relatou os detalhes do fato para o filho do namorado, que já é maior de idade.

A mulher compareceu à delegacia de proteção à criança e prestou queixa contra o padrasto da filha. A criança foi submetida ao exame pericial para confirmar ou afastar a hipótese de abuso. O prazo para conclusão do laudo não foi informado.

Fuga para o interior

O homem foi preso enquanto se preparava para viajar até Oliveira, no interior de Minas Gerais. Ele deixou a casa dele logo após o fato se tornar de conhecimento da comunidade onde o casal morava, no bairro Solar do Barreiro, na capital.

De acordo com o boletim de ocorrência, a mulher e a filha também deixaram o local. Moradores da região ficaram revoltados com o suspeito depois que o caso veio à tona. Segundo o relato dos policiais, havia ameaça de execução contra o homem por parte dos vizinhos, a fim de vingar o suposto estupro. Parentes da criança também procuravam por ele.

Temendo pela integridade do pai, uma das filhas acabou revelando à polícia o esconderijo dele. Os militares seguiram para o endereço e se depararam com o suspeito. O homem não ofereceu resistência e acompanhou os policiais até a delegacia.

Da Redação com G1





Publicidade

Links patrocinados