Menu

Família é envenenada com bombons presentados no interior de Minas

Cinco pessoas precisaram receber atendimento médico, entre elas uma criança de 2 anos, depois de consumirem bombons aparentemente envenenados. O caso ocorreu na cidade de Jaíba, no Norte de Minas, na última quinta-feira (23). Um cachorro da família comeu parte de um doce e morreu momentos depois.

Foto: Facebook / Boneka JaíbaFoto: Facebook / Boneka Jaíba

De acordo com a Polícia Militar, a solicitação de apoio partiu de uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) que foi ao local onde as vítimas estavam.

Um irmão de uma das pessoas envenenadas contou que um taxista entregou uma encomenda para a irmã dele, uma caixa com taças e bombons. Depois de consumirem os doces, todos começaram a passar mal. Até mesmo o cachorro da família comeu um pedaço de chocolate. Ele começou a se debater no chão e a babar bastante. Momentos depois, acabou morrendo.

A perícia da Polícia Civil esteve no local e recolheu as taças, além de dois bombons e o corpo do cachorro, que deve passar por exames. O médico que atendeu as vítimas no hospital disse que elas chegaram em estado grave, com quadro de síndrome colinérgica por ingestão de alimento sem procedência conhecida – ou seja, uma intoxicação capaz de levar à morte.

A criança de dois anos que consumiu um dos bombons precisou ser transferida para o Hospital Regional de Janaúba, por conta do estado de saúde. As outras quatro pessoas, três mulheres e um homem, com idades entre 25 e 54 anos ficaram em observação no hospital de Jaíba.

As vítimas relataram aos policias que se casariam no próximo fim de semana e suspeitam que a ex-posa do homem pode ter enviado a encomenda com os bombons, por não concordar com o novo relacionamento dele – o que ainda será investigado pela Polícia Civil.

Policiais realizaram rastreamentos pela cidade e localizaram o taxista que entregou o pacote no endereço da família. Ele contou que recebeu a encomenda de um mototaxi e o endereço em que faria a entrega. Já o mototaxi disse que uma mulher entregou o pacote e R$ 20, cinco para pagar a ocorrida e os outros quinze para que o taxista levasse a encomenda até Jaíba.

Com Boneka Jaíba e BHAZ





Publicidade

Links patrocinados