Logo

Projeto de lei é proposto pela prefeitura a fim de regulamentar serviço de táxi na cidade

Representantes dos taxistas de Sete Lagoas estiveram na Prefeitura na tarde dessa quinta-feira (16) para discutir um projeto de interesse da classe. A lei que garante o trabalho dos motoristas é antiga e provoca insegurança e risco para uma das profissões mais tradicionais da cidade. Agora a prefeitura, por meio da Procuradoria Geral do Município, reviu a legislação e a proposta foi apresentada durante reunião no gabinete do prefeito Duílio de Castro.

Foto: Ascom PMSLFoto: Ascom PMSL

No encontro foram debatidos os principais pontos do projeto que receberá as alterações finais e, em seguida, será enviado para a Câmara Municipal. “Foi um projeto debatido com a classe, em comum acordo. Existiam conflitos provocados por decretos até da década de 1970 e agora vamos modernizar esta legislação para que os taxistas possam trabalhar com tranquilidade”, comentou Duílio de Castro.

O vereador Marcelo Cooperseltta está sem seu terceiro mandato e recordou a dificuldade histórica para reformular esta lei que dará tranquilidade aos taxistas. “São 175 taxistas em Sete Lagoas que precisam de paz para trabalhar. Uma proposta debatida em outra época criaria até a possibilidade de colocar fim a este serviço. Agora, a situação é bem diferente”, disse.

O taxista Juliano Campos foi um dos presentes na reunião e saiu confiante com o projeto apresentado. “Há mais de 8 anos estamos na luta por uma legislação justa que possa garantir um futuro melhor e a qualidade do trabalho”, disse.

Agora o Projeto de Lei retorna para a Procuradoria Geral do Município para adequações finais e a perspectiva é que a matéria seja apreciada no Legislativo ainda em fevereiro.

Com Ascom PMSL




Publicidade
Publicidade

© Copyright 2008 - 2020 SeteLagoas.com.br - Powered by Golbe Networks