Logo

Mais uma vez, vereadores de Sete Lagoas se posicionam sobre a pandemia durante Reunião Ordinária

Com números crescentes de pessoas infectadas pelo novo coronavírus na cidade — só nos últimos sete dias a estatística subiu 60% —, o assunto foi o mais abordado pelos vereadores durante a Reunião Ordinária, realizada nessa terça-feira (23). Na pauta de votações foi aprovado um texto que trata de subvenção social para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). Os demais itens da pauta também passaram.

Foto: Ascom CMSLFoto: Ascom CMSL

Por videoconferência, a grande maioria dos vereadores que se manifestou na comunicação pessoal falou da pandemia. Gilson Liboreiro (SD) e Rodrigo Braga (PV), por exemplo, defenderam a testagem em massa da população. Gilson, mais uma vez, aventou a instalação de barreiras sanitárias. E Rodrigo Braga pediu mais testes. “Temos dinheiro em caixa para isso”, afirmou.

Participante do comitê de gestão da crise na cidade, Dr. Euro (PP) contextualizou a atuação do órgão e afirmou que “estamos mais ou menos travados pelo Minas Consciente”. A justificativa é para a não realização de reuniões do comitê depois que ajustiça determinou que a cidade siga orientação do programa do Estado. O vereador também defende uma reabertura responsável do comércio desde que se tenha leitos de UTI "de retaguarda".

A cidade dispõe hoje de aproximadamente 48 e precisaria de, pelo menos, 17 leitos a mais. Esse é um dos entendimentos do Ministério Público para que a cidade tente viabilizar uma flexibilização do comércio local. Esse incremento na oferta de UTIs ainda não aconteceu por parte do município porque, segundo Dr. Euro, o Executivo entende que a cidade tem uma situação ainda sob controle com relação ao coronavírus.

Outro que já se posicionou favorável à flexibilização da economia é Milton Martins (REP), que teme a demissão em massa de empregados do comércio. Pr. Alcides (PP) vai na mesma da flexibilização e prega o isolamento vertical “das pessoas em grupos de risco e com comorbidades”. O vereador quer “abertura do comércio, sim, abertura de toda atividade, sim, desde que com todas as precauções, distanciamento, uso de máscara, higienização pessoal e daí por diante”, opina.

Marcada para a última semana, uma reunião dos vereadores com o secretário municipal de Saúde, Flávio Pimenta, foi confirmada para esta quarta-feira (24). O líder do Executivo na Câmara, Fabrício Nascimento (REP), foi quem ratificou a agenda com o gestor da saúde.

O presidente do Legislativo, Cláudio Caramelo (PP), foi quem encerrou os pronunciamentos. O parlamentar falou da aprovação do projeto Viva Arte em Casa em que a Câmara vai promover o fomento de eventos que serão transmitidos pela TV Câmara. “Queria comunicar a todos os vereadores e artistas que estamos preparando o nosso edital para as pessoas poderem participar desse projeto”. A previsão é que o documento seja publicado ainda nesta semana.

Sobre a pandemia o vereador opinou que deveriam ser disponibilizados os 70 leitos solicitados pela justiça. “Mesmo assim, se os casos continuarem aumentando o comércio não vai abrir. Nós, brasileiros, não estamos funcionando na base da conversa, tem que aumentar a fiscalização e todos fazerem a sua parte”, cobrou.

Com Ascom CMSL




Publicidade
Publicidade

© Copyright 2008 - 2020 SeteLagoas.com.br - Powered by Golbe Networks