Menu

Processo que investiga possível crime de ‘rachadinha’ na Câmara de Sete Lagoas está em andamento, diz promotor

Recentemente várias faixas foram colocadas na fachada do Fórum Desembargador Félix Generoso, em Sete Lagoas, na rua José Duarte de Paiva, cobrando decisão do processo que investiga possível crime de “rachadinha”, como é conhecido popularmente, na Câmara Municipal de Sete Lagoas.

Foto: ReproduçãoFoto: Reprodução

O juiz Diretor do Foro, Alessandro Borges, informou que o processo aguarda providências do Ministério Público e que devido à pandemia conforme, decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, apenas os processos de urgência tem andamento pelo Judiciário.

O promotor de justiça Pedro Andrade Perillo, da 5ª Promotoria de Justiça, que abrange a Curadoria do Patrimônio Público da Comarca de Sete Lagoas, afirmou que o processo que investiga as supostas práticas ilícitas da “rachadinha”, no âmbito da Câmara Municipal, são objeto de atenção por parte do Ministério Público, da Polícia Civil e do Poder Judiciário local, que é acionado quando é necessária a decisão judicial nos procedimentos em tramitação.

Segundo ele, em virtude da Lei de Abuso de Autoridade e do sigilo necessário às diligências, há impedimento de divulgação à imprensa acerca das questões relativas aos procedimentos investigatórios em questão, que ainda estão em curso.

Entretanto, o promotor Pedro Perillo informou que as diligências investigatórias nos procedimentos em tela estão sendo realizadas regularmente, inclusive nesse período da pandemia causada pela Covid-19.

Com Portal Sete




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados