Menu

Prefeito Duílio de Castro se reúne com governador por reabertura do comércio e aquisição de mais vacinas para Sete Lagoas

Na tarde dessa terça-feira, 20 de abril, o prefeito de Sete Lagoas, Duílio de Castro, participou de importante reunião no Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, com o governador Romeu Zema, prefeitos e representantes das maiores cidades mineiras e outras autoridades. Na ocasião, o prefeito discutiu com representantes do Estado sobre recursos financeiros para o Município e a reabertura das atividades comerciais da cidade, com segurança e critérios de higiene e distanciamento, no combate à pandemia.

Foto: Ascom PMSLFoto: Ascom PMSL

De acordo com o prefeito Duílio de Castro, as cidades-pólo tem compromisso com as cidades menores de cada microrregião. “Pedimos apoio para que o Estado possa nos ajudar também a combater o impacto social gerado pelo comércio fechado, com tantas pessoas desempregadas, já que a economia pode salvar a pandemia”, lembrou o prefeito.

Ao final do encontro, o prefeito entregou pessoalmente ao governador Romeu Zema um documento com reivindicações de Sete Lagoas e algumas sugestões, entre elas, além de enfatizar a importância da reabertura do comércio, a mudança da microrregião para a Onda Vermelha do programa Minas Consciente e a compra de vacinas contra a Covid-19 em caráter de urgência, a fim de vacinar o maior número possível de pessoas em menos tempo. O governador se comprometeu a avaliar as reivindicações.

“Continuamos abrindo várias frentes no combate à pandemia. Além de ampliarmos o número de leitos, conscientizar a população diariamente e realizar a maior campanha de vacinação da história da cidade, buscamos apoiar nossa economia, sempre prezando pela segurança das pessoas”, afirmou o prefeito Duílio de Castro. Segundo o prefeito, o comércio fechado não é a solução. “Sempre acreditamos no equilíbrio entre o combate à pandemia e a economia. O documento entregue ao governador defende que os municípios possam decidir pela flexibilização, já que o comércio fechado não reduziu o índice de contaminações”, comentou o prefeito.

Da Redação com Ascom PMSL





Publicidade

Links patrocinados