Menu

Importante para um futuro mais sustentável da cidade, coleta seletiva é debatida na Câmara

Mantendo uma agenda de articulação e construção para uma política ambiental que alivie o aterro sanitário da cidade e proporcione valorização aos catadores, Caio Valace (Pode) promoveu Reunião Especial sobre a coleta seletiva. O evento aconteceu nessa quinta-feira (26) e reuniu vários especialistas no assunto, representantes do Executivo e vereadores.

Foto: Ascom Câmara MunicipalFoto: Ascom Câmara Municipal

Para o requerente, entre outros objetivos, o evento pode trazer uma “nova concepção sobre o tema para que Sete Lagoas possa dar um passo a frente e efetivamente fazer uma cidade inclusiva. Que possa gerar trabalho e política sócio ambiental da importância de Sete Lagoas”, reforçou Valace.

Engenheira florestal e ecóloga, Marília Queiroz, afirmou que coleta seletiva é muito mais que benefício ao meio ambiente. “Contribui com todo o município. Melhora a economia porque o custo de aterro sanitário é alto, gera economia porque estamos aproveitando o resíduo e valorizando o trabalho do catador que é de grande importância para a cidade”.

Conhecedor dessa realidade Caio Valace requereu e a Câmara instalou um ecoponto para recolher de forma seletiva todos os seus resíduos. O trabalho tem a pretensão de avançar para colocar à disposição os equipamentos em todos os setores também do Executivo para que o poder público “possa dar exemplo”. A população já conta com três dispositivos prontos para os resíduos no CAT, terminal de transbordo e praça da feirinha.

O movimento do político é reconhecido pela classe que será diretamente beneficiada com mais oportunidades. O presidente da Associação dos recicladores, Amarresol, Otacílio Cardozo, reconhece o esforço e lamenta: “no passado nenhuma gestão fez movimento para melhorar a questão da coleta seletiva e todos sabem da importância da coleta seletiva”.

Gerindo o orçado aprovado no último ano, o secretário municipal de Meio Ambiente, Edmundo Diniz, afirmou que “não existe dotação para contratar neste momento. A intenção é retomar o credenciamento das associações este ano e, para ano que vem, dar efetividade a esta contratação”. O gestor também anunciou estudos de parcerias para contribuir com os catadores.

O presidente do Legislativo, Pr. Alcides (PP), entende o debate como de “grande envergadura que, com certeza, vai beneficiar porque o planeta agradece”. Junior Sousa (MDB), Carol Canabrava (Avante), Ivson Gomes (Cidadania) e Heloísa Frois (Cidadania) prestigiaram a sessão e se colocaram à disposição diante da importância do tema que tem impacto direto no futuro da cidade.

Com Ascom Câmara Municipal





Publicidade

Links patrocinados