Menu

STF aprova tese que responsabiliza imprensa por fala de entrevistado; entenda

O Supremo Tribunal Federal (STF) aprovou, nesta quarta-feira (29), uma tese que permite a responsabilização de veículos de comunicação por declarações feitas por entrevistados em reportagens jornalísticas.

Foto: Reprodução/Getty ImagesFoto: Reprodução/Getty Images

Veja a tese aprovada na íntegra:

  1. “A plena proteção constitucional à liberdade de imprensa é consagrada pelo binômio liberdade com responsabilidade, vedada qualquer espécie de censura prévia, admitindo a possibilidade posterior de análise e responsabilização, inclusive com remoção de conteúdo, por informações comprovadamente injuriosas, difamantes, caluniosas, mentirosas, e em relação a eventuais danos materiais e morais, pois os direitos à honra, intimidade, vida privada e à própria imagem formam a proteção constitucional à dignidade da pessoa humana, salvaguardando um espaço íntimo intransponível por intromissões ilícitas externas."
  2. "Na hipótese de publicação de entrevista em que o entrevistado imputa falsamente prática de crime a terceiro, a empresa jornalística somente poderá ser responsabilizada civilmente se: (1) à época da divulgação, havia indícios concretos da falsidade da imputação; e (2) o veículo deixou de observar o dever de cuidado na verificação da veracidade dos fatos e na divulgação da existência de tais indícios”.

A tese foi proposta pelo ministro Alexandre de Moraes e recebeu apoio unânime dos demais ministros do STF.

Em agosto, os ministros já haviam deliberado sobre a possibilidade de os veículos de comunicação serem responsabilizados pelas declarações de entrevistados. Na ocasião, três correntes foram formadas, com propostas de tese diferentes. A tese aprovada agora combina elementos das propostas de Edson Fachin, Alexandre de Moraes e Roberto Barroso.

Edson Fachin propõe que a indenização por dano moral só seria devida se a empresa jornalística reproduzisse unilateralmente uma acusação sem buscar a verdade objetiva ou oferecer direito de resposta.

Alexandre de Moraes defendeu a liberdade de imprensa sem censura prévia, permitindo a análise posterior e responsabilização por informações prejudiciais comprovadas.

Já Roberto Barroso argumenta que a responsabilidade do veículo ocorre se, na época da publicação, existissem indícios concretos da falsidade da informação e se o veículo não observou o dever de cuidado na verificação dos fatos.

Reações das organizações jornalísticas:

Representantes de organizações jornalísticas manifestaram opiniões divergentes sobre a decisão. A presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Samira de Castro, considerou a tese "minimamente condizente" com as preocupações de preservação da liberdade de imprensa.

Por outro lado, a presidente da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), Katia Brembatti, destacou motivos para comemorar e lamentar, ressaltando a necessidade de esclarecimentos sobre termos como "indícios de falsidade". Ela enfatizou a articulação das organizações de imprensa com o STF e a importância de continuar dialogando para entender melhor a decisão.

Da redação 

Fonte: CNN e UOL

Clique e siga as redes sociais do SeteLagoas.com.br para ficar bem informado: InstagramTwitterThreadsYouTubeTikTok e Facebook

Receba as notícias do SeteLagoas.com.br via Whatsapp AQUI

 



Publicidade

+ Política

Pesquisa do AliExpress diz que imposto de importação afastou brasileiro de baixa renda

Pesquisa do AliExpress diz que imposto de importação afastou brasileiro de baixa renda

Uma pesquisa recente divulgada pelo AliExpress revelou que quase 70% dos consumidores interromperam suas compras de...

Viagens de Lula já somam mais de 7 voltas ao mundo e gastos de 3.3 bilhões de reais

Viagens de Lula já somam mais de 7 voltas ao mundo e gastos de 3.3 bilhões de reais

As frequentes viagens internacionais do presidente Luiz Inácio Lula da Silva já acumulam praticamente sete voltas ao red...

Pesquisa aponta que 74% dos brasileiros acredita que STF ‘incentiva a corrupção’

Pesquisa aponta que 74% dos brasileiros acredita que STF ‘incentiva a corrupção’

Segundo levantamento realizado pelo instituto de pesquisa Genial/Quaest, 74% dos brasileiros acreditam que o Supremo Tri...

“Encerrar atividades”: essa é a resposta dos aplicativos de delivery que classificam como “inaceitável” proposta do governo; ENTENDA

“Encerrar atividades”: essa é a resposta dos aplicativos de delivery que classificam como “inaceitável” proposta do gove…

As empresas do ramo de delivery, como iFood e Rappi, expressaram forte oposição à proposta de estabelecer um pagamento m...

Ministro do Trabalho critica iFood em evento sobre PL de aplicativos: ‘Negócio explorador’

Ministro do Trabalho critica iFood em evento sobre PL de aplicativos: ‘Negócio explorador’

O Ministro do Trabalho, Luiz Marinho, apresentou um Projeto de Lei (PL) que visa regulamentar a atuação de motoris...

Deputada Carla Zambelli é indiciada por invasão ao site do CNJ e corre risco de perder mandato

Deputada Carla Zambelli é indiciada por invasão ao site do CNJ e corre risco de perder mandato

A Polícia Federal indiciou a deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) no inquérito que investiga a tentativa de invasão d...

Diretor da Petrobras é suspeito de orquestrar greve para forçar acordo que causaria prejuízo de R$ 500 milhões

Diretor da Petrobras é suspeito de orquestrar greve para forçar acordo que causaria prejuízo de R$ 500 milhões

A Petrobras iniciou uma investigação interna para esclarecer os pormenores de um acordo com a petroquímica Unigel,...

Governo define projeto para regulamentar o trabalho de motoristas de aplicativo; Uber e 99 estão na lista

Governo define projeto para regulamentar o trabalho de motoristas de aplicativo; Uber e 99 estão na lista

O governo de Luiz Inácio Lula da Silva tem planos de apresentar ao Congresso Nacional, na próxima semana, um pro...

Governo Federal corta 13 milhões da UFBA e universidade pode ficar sem água e energia elétrica

Governo Federal corta 13 milhões da UFBA e universidade pode ficar sem água e energia elétrica

Em 2024, a Universidade Federal da Bahia (UFBA) está lidando com uma situação financeira difícil, com um orçamento que s...

Haddad defende imposto global e pede por ação conjunta no G20 para combater desigualdade e mudança climática

Haddad defende imposto global e pede por ação conjunta no G20 para combater desigualdade e mudança climática

Haddad concluiu seu discurso durante a 1ª Reunião de Ministros de Finanças e Presidentes de Bancos Centrais da Trilha de...

O SeteLagoas.com.br utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência!
Termos