Menu

Governo quer criar regras de e-commerce para "fortalecer" Correios

O governo liderado por Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT), está planejando submeter um projeto de lei ao Congresso com o intuito de fortalecer a atuação dos Correios no segmento de entregas de e-commerce. A proposta visa revisar a legislação de serviços postais no Brasil, para ajustar regras que atualmente se aplicam exclusivamente à empresa estatal e estabelecer um marco regulatório abrangente para todo o setor.

Foto: Twitter Correios/ReproduçãoFoto: Twitter Correios/Reprodução

Essa iniciativa está sob análise do ministro das Comunicações, Juscelino Filho, que determinou a formação de um grupo de trabalho para avaliar as possíveis mudanças. Segundo ele, o objetivo é garantir que os Correios tenham condições de "competir em pé de igualdade" com as concorrentes que operam no ramo de entregas de compras online.

"É crucial que as regras sejam justas para todas as empresas, especialmente em um mercado em expansão. Os Correios estão operando em desvantagem devido a restrições que limitam sua atuação", afirmou o ministro.

Juscelino também ressaltou a necessidade de regulamentação no setor de entregas de e-commerce para garantir padrões de qualidade, normas claras e um canal de reclamações eficaz. "Os clientes devem saber a quem recorrer em caso de reclamação. Regras transparentes e bem elaboradas são fundamentais para um mercado saudável, tanto para os consumidores quanto para as empresas, sejam elas privadas ou estatais".

O governo avalia que o marco regulatório postal atual está desatualizado em relação à dinâmica do mercado de entregas de produtos. Além disso, a lei nº 6.538, de 1978, se aplica apenas à estatal, deixando os operadores privados sem qualquer regulamentação no setor.

Dentre as regras consideradas obsoletas pelo governo, estão as proibições de transporte de plantas vivas e animais pelos Correios, o que impede a condução de vírus inativos para estudos ou sêmen de animais para reprodução. Atualmente, esses tipos de carga são exclusivamente manejados por operadores privados.

O grupo de trabalho, composto por representantes do Ministério das Comunicações e dos Correios, deve apresentar um relatório com sugestões de alterações na legislação vigente até agosto.

O governo de Lula retirou os Correios da lista de privatizações e anunciou medidas para fortalecer a estatal, como um investimento de R$ 856 milhões por meio do Novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) para implementação de sistemas automatizados de triagem e centros de serviços postais em todo o país.

da redação

Clique e siga as redes sociais do SeteLagoas.com.br para ficar bem informado: InstagramTwitterThreadsYouTubeTikTok e Facebook

Receba as notícias do SeteLagoas.com.br via Whatsapp AQUI



Publicidade

+ Política

 5 a 2: Moro é absolvido das acusações de abuso de poder econômico pelo TRE-PR e evita a cassação

5 a 2: Moro é absolvido das acusações de abuso de poder econômico pelo TRE-PR e evita a cassação

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) absolveu, nesta terça-feira (9), o senador Sergio Moro (União Brasil) d...

Câmara dos Deputados aprova projeto que traz de volta o DPVAT, em vitória do Governo Lula

Câmara dos Deputados aprova projeto que traz de volta o DPVAT, em vitória do Governo Lula

Na noite de terça-feira (9), a Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei Complementar (PLP) 233/2023, que visa resta...

Desembargador vota para cassar mandato de Moro; placar está em 3 a 2 a favor do senador

Desembargador vota para cassar mandato de Moro; placar está em 3 a 2 a favor do senador

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) prosseguiu nesta tarde de terça-feira, 9, com o julgamento que pode lev...

Ministra da Saúde deu R$ 51 milhões a mais para cidade que emprega seu filho como secretário

Ministra da Saúde deu R$ 51 milhões a mais para cidade que emprega seu filho como secretário

A cidade de Cabo Frio, no Rio de Janeiro, recebeu um montante de R$ 51 milhões a mais do que o previsto em uma portaria ...

Troca partidária: confira novas legendas dos vereadores de Sete Lagoas

Troca partidária: confira novas legendas dos vereadores de Sete Lagoas

Faltando pouco mais de seis meses para o pleito municipal de 2024, os edis de Sete Lagoas já se movimentam: 13 dos 17 ve...

Moraes mantém jornalista preso por mais de um ano, sem denúncia, por críticas ao STF

Moraes mantém jornalista preso por mais de um ano, sem denúncia, por críticas ao STF

Um profissional da imprensa de 60 anos, residente no interior do Espírito Santo, foi detido por mais de um ano s...

CORREÇÃO: Governo não discute romper contrato com Elon Musk para fornecimento de internet a escolas e aldeias indígenas

CORREÇÃO: Governo não discute romper contrato com Elon Musk para fornecimento de internet a escolas e aldeias indígenas

Diferentemente do informado antes, o governo brasileiro não está considerando a possibilidade de revisar os contratos qu...

Grupo do prefeito Duílio de Castro mostra força e deve eleger maioria absoluta dos vereadores na eleição de 2024

Grupo do prefeito Duílio de Castro mostra força e deve eleger maioria absoluta dos vereadores na eleição de 2024

A cena política está fervendo na cidade. A competição pelos pré-candidatos a vereadores intensificou-se nos bastidores d...

Juca Bahia transfere domicílio eleitoral para Sete Lagoas

Juca Bahia transfere domicílio eleitoral para Sete Lagoas

O ex-prefeito de Paraopeba e candidato a deputado federal nas eleições de 2022, Juca Bahia, transferiu seu domicílio ele...

Popularidade de Lula desaba mais de 10 pontos no Nordesde, reduto histórico do PT

Popularidade de Lula desaba mais de 10 pontos no Nordesde, reduto histórico do PT

A popularidade de Luiz Inácio Lula da Silva, especialmente no Nordeste, um tradicional reduto do Partido dos Trabalhador...

O SeteLagoas.com.br utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência!
Termos