Menu

Cruzeiro tem missão difícil até o fim do Brasileirão / Coluna / Álvaro Vilaça / Tempo Esportivo

Ainda falta muita coisa para acontecer até o encerramento do Campeonato Brasileiro, mas a péssima produtividade como mandante atrelada à performance desastrosa como visitante faz com que o Cruzeiro tenha uma missão difícil daqui até a 38ª rodada da competição, que será realizada no primeiro final de semana de dezembro. O Cruzeiro vem fazendo o que se pode chamar de caminho perigoso e de difícil resolução e reviravolta para a permanência na elite do futebol brasileiro.

Foto: Reprodução/InternetFoto: Reprodução/Internet

Segurou enquanto pôde, e até onde não devia, o trabalho de Mano Menezes, que se ancorava nas conquistas de competições de “mata-mata”, enquanto o time sucumbia desde as primeiras rodadas na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. A diretoria resolveu substituí-lo por Rogério Ceni, técnico iniciante, mas nome cuja envergadura permitiria que fosse usado também como escudo diante de qualquer crise, dentro ou fora do campo. Bem parecido com o que fez o Internacional, outro grande que jamais cairia, quando apostou em Paulo Roberto Falcão, naquele fatídico ano de 2016. De certa forma, fez lembrar um pouco o Atlético de 2005, comandado por Tite, numa sequência de desastres que até hoje tira o sono de qualquer atleticano!

No caso do Cruzeiro, o agravante é que o elenco, que custa uma fortuna, é deficiente, o que compõe outro capítulo importante da derrocada, bem como as rusgas de vestiário e insatisfações nem sempre veladas dos atletas mais experientes, quase tão fundamentais quanto contar com uma diretoria que frequenta as páginas policiais, investigada por pagamentos suspeitos e lavagem de dinheiro. O Cruzeiro hoje é um clube que corre risco de cair para a Série B, mas por incrível que pareça, esse não é o maior problema: a gestão irresponsável desta e da diretoria anterior, gastando muito mais do que o limite da prudência permitia, colocaram a Raposa numa situação dramática do ponto de vista financeiro. Quanto deve hoje o Cruzeiro? Nem o balanço do clube talvez seja capaz de detalhar. Um exemplo claro disso foi a “maquiagem” feita para embutir a venda do uruguaio Arrascaeta ao Flamengo no balanço de 2018, sendo que a negociação só foi concretizada em 2019. A caixa preta precisa ser aberta, o torcedor tem o direito de saber o que está acontecendo e quais medidas serão tomadas daqui para a frente para retirar o clube deste ambiente fétido em que foi colocado.

Mais do que um eventual rebaixamento, que pode ainda ser perfeitamente evitado, o futuro do clube é o que mais preocupa: Com um elenco envelhecido e cheio de “ex-jogadores em atividade”, qual será o ponto de partida para a montagem do grupo de atletas profissionais no início de 2020? Onde o Cruzeiro encontrará suporte financeiro, credibilidade e fôlego para se reinventar? Há clubes que estão nesta celeuma administrativo financeira desde o século passado, vítimas de dirigentes despreparados e inconsequentes, que fizeram um mal sem precedentes a estas instituições. Aliás, em que pese a rivalidade, os intermináveis problemas do vizinho deveriam servir de exemplo para o Cruzeiro!

Paralisada pelo pânico, a torcida testemunha tudo com perplexidade e calma aparente, talvez acreditando que, novamente, não será mais que um susto.

O Cruzeiro é grande, é gigante, tem uma história extraordinária, mas outros tantos grandes, gigantes e extraordinários, de tanto errar, tiveram que reaprender fazendo um dolorido estágio na Série B do futebol nacional!


Em tempo recorde Copa Eldorado já tem todos os participantes definidos

Poucos dias após a abertura das inscrições para a 28ª Copa Eldorado a procura pelas fichas tem sido grande e Sete Lagoas terá, ao que tudo indica, um recorde no número de representantes: até o momento já são 20 agremiações confirmadas. São elas: Líder Automóveis e Seguros/Lontra, Industrial, ABC Celulares, Expresso Progresso, União Progresso, CAP, NF Amigos/União Alvorada, Dallas Golo, Reitran Transportes, AFP/Cooperlíder, Ideal, Operário, Santa Helena, Garimpeiros, Inter Eldorado, União do Morro, São Sebastião de Pindaíbas, Sertanejo de Prudente de Morais, Paraopeba e Cordisburgo.

Ainda com grande procura e com o número de 20 vagas preenchidas, foi aberta uma lista de espera e as quatro vagas foram preenchidas de imediato pelas equipes Independente de Pompeu, Deportivo Raça, N.Sports/Sidão e Bela Vista Curiango, do bairro Bela Vista.

Para este ano não houve alteração no valor da inscrição: cada agremiação pagou R$ 490. Não haverá obrigatoriedade para a inscrição de atletas com relação à idade como tem acontecido em diversas competições da Federação Mineira de Futebol e também do futebol amador da região. Portanto, atletas e ex-atletas profissionais poderão disputar normalmente a Copa Eldorado, desde que não estejam com suspensões aplicadas por alguma liga ou federação em vigor.

A primeira rodada da 28ª Copa Eldorado será desmembrada e irá coincidir com a última rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, em dezembro. Os jogos serão realizados nas seguintes datas: 06/12, 07/12, 09/12 e 10/12. A segunda rodada marcará jogos para os dias 14, 15 e 16 de dezembro. A rodada que fecha a primeira fase terá confrontos entre os dias 20, 21 e 22 de dezembro. Após estas três rodadas a competição sofrerá um pequeno recesso, como tradicionalmente já acontece, no período entre o Natal e o Réveillon.

A retomada da 28ª edição da Copa Eldorado vai acontecer em janeiro de 2020, já com os confrontos da fase de oitavas-de-final, entre os dias 04, 05 e 06. As quartas-de-final serão disputadas nos dias 11, 12 e 13 de janeiro. As semifinais e a grande final serão jogadas no Estádio Emílio de Vasconcelos Costa (Campo do Ideal), com distribuição antecipada de ingressos para o público em geral, em troca de alimentos não perecíveis. As semifinais serão disputadas nos dias 20 e 21 de janeiro. Já a finalíssima vai acontecer em 24 ou 25 de janeiro.

A premiação dos finalistas será a seguinte: troféu, medalhas e R$ 4 mil para o campeão e troféu, medalhas e R$ 2 mil para o vice-campeão. A taxa de arbitragem para cada time está mantida em R$ 200 por jogo.

A reunião oficial com os representantes dos clubes e o sorteio das chaves será realizada no dia 7 de novembro, quando também será apresentada a tabela dirigida de toda a primeira fase. A sede da Rádio Eldorado está localizada na rua Dr. Pena, 35, 1º andar, Centro de Sete Lagoas. Telefone: (31) 3772-0244.

Mantendo a tradição, todos os jogos da 28ª Copa Eldorado serão transmitidos, ao vivo, pela Rede Eldorado de Comunicação. O público poderá acompanhar essas transmissões pelo AM 1300 KHZ, pelo site www.eldorado1300.com.br, ou ainda pelo aplicativo da emissora, já disponível (pode ser baixado acessando o site da Rádio Eldorado).


Mesmo de folga, Ideal mantém a liderança do Campeonato Regional

Os resultados da quarta rodada do Campeonato Regional de Futebol Amador definiram, por antecipação, os quatro times classificados para a fase eliminatória da competição. Mesmo não tendo atuado na rodada o Ideal manteve a liderança, beneficiado por um tropeço surpreendente do Paraopeba dentro de seus domínios.

O Canários de Fortuna de Minas venceu o Paraopeba e garantiu classificação antecipada para a sequência do Regional — Foto: ReproduçãoO Canários de Fortuna de Minas venceu o Paraopeba e garantiu classificação antecipada para a sequência do Regional — Foto: Reprodução

Os resultados da quarta rodada foram os seguintes:

Paraopeba 1 x 3 Canários / Panelinha – Paraopeba
Paraíso 0 x 1 Inhaumense – Araçaí
Folgou na rodada: Ideal

Após a quarta rodada a classificação da fase inicial ficou assim:

1º Ideal: 7 pontos, 2 vitórias, saldo de 13 gols e 14 gols marcados
2º Paraopeba: 7 pontos, 2 vitórias, saldo de 2 gols e 4 gols marcados
3º Canários/Panelinha: 4 pontos, 1 vitória, saldo de 0 gols e 4 gols marcados
4º Inhaumense: 4 pontos, 1 vitória, saldo de -1 gol e 2 gols marcados
5º Paraíso de Araçaí: 0 ponto

Portanto, os classificados para a fase semifinal estão definidos: Ideal, Paraopeba, Canários/Panelinha e Inhaumense vão seguir na disputa. O Paraíso, representante de Araçaí, já está eliminado. De acordo com o regulamento, as cinco equipes jogam entre si, em turno único, e os quatro mais bem colocados se classificam para a fase semifinal. Portanto, nesta primeira fase, apenas o lanterna será eliminado. O Paraíso não tem mais possibilidades matemáticas de deixar o último lugar na tabela de classificação.

A última rodada da primeira fase tem os confrontos marcados para o próximo domingo, sem a presença do Paraopeba, que estará de folga:

10h – Canários/Panelinha x Paraíso – Fortuna de Minas
10h – Inhaumense x Ideal - Inhaúma

O campeão representará a Liga de Sete Lagoas no Campeonato Mineiro Amador de 2020.

Álvaro Vilaça é formado em Comunicação Social e Marketing, apresentador de TV, ex-narrador e ex-repórter esportivo da Rádio Inconfidência de Belo Horizonte, Diretor de Programação e Coordenador de Esportes da Rádio Eldorado e do Jornal Hoje Cidade. Também é o responsável pela coluna de Esportes do Jornal Notícia e é professor de Negociação, Compras e Marketing das Faculdades Promove de Sete Lagoas. Pós-Graduado em Administração e Marketing.




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados