Menu

Cruzeiro e Atlético vencem na mesma rodada / Coluna / Álvaro Vilaça / Tempo Esportivo

Vitórias de Cruzeiro e Atlético numa mesma rodada do Campeonato Brasileiro de 2019 são muito raras e por isso merecem total destaque!

Foto ilustrativa: Reprodução/InternetFoto ilustrativa: Reprodução/Internet

Só para que se tenha uma ideia, tal situação só havia ocorrido duas vezes em todo o campeonato: na segunda rodada, em 1º de maio (vitória do Cruzeiro sobre o Ceará e do Atlético diante do Vasco) e na terceira rodada, nos dias 4 e 5 de maio (triunfos do Cruzeiro frente ao Goiás e do Atlético contra o Ceará).

O Cruzeiro não foi extraordinário diante do Corinthians, em São Paulo, e muito menos o Atlético, diante do Santos, em Belo Horizonte.

Contudo, jogaram de forma eficaz e conquistaram triunfos importantíssimos para a sequência da competição. Se perdessem novamente, estariam em situações dramáticas neste momento.

Após os resultados do final de semana passado, o Cruzeiro viu suas chances de queda para a Série B serem reduzidas de forma significativa. Se após o empate com a Chapecoense, duas rodadas atrás, o cálculo indicava um risco de 74%, o número caiu drasticamente com as vitórias sobre São Paulo (1 a 0), e Corinthians (2 a 1). Agora a possibilidade de a Raposa cair é de 34%.

Situação inversa é a do Fluminense, por exemplo. Com a vitória por 2 a 0 sobre o Bahia na semana passada, suas chances de queda eram apenas de 12%. Perdeu em sequência para Athletico-PR (2 a 1) e Flamengo (2 a 0), e as possibilidades pularam para 29%.

No caso do Atlético, os riscos de queda para a Segunda Divisão Nacional não passam de 3%. Porém, a possibilidade de o time terminar o Brasileirão dentro do G6 é inferior a 1%. Para terminar pelo menos em 12º lugar e garantir vaga na Copa Sul-Americana de 2020 as chances do Galo estão na casa dos 50%.

Por falar em projeções matemáticas, terminada a 27ª rodada, as chances de o Flamengo sagrar-se campeão Brasileiro subiram para 97%. As chances de título de Palmeiras e Santos são bem reduzidas. O atual campeão tem 2%, e o Peixe, 1%.

Por fim, com relação à Serie B do futebol brasileiro, as perspectivas indicam que Bragantino e Sport Recife já estão quase na elite do nosso futebol. O Braga tem 98% de possibilidades de acesso e o Leão da Ilha tem 89%. As outras vagas estão em aberto, com maiores chances para Atlético-GO, que vem perdendo rendimento na competição e Coritiba, que cresceu muito no returno e entrou para o G4.

A oito rodadas do término do campeonato, o América possui algo em torno de 40% de chances de acesso. Esse percentual poderá subir bastante caso o time derrote o Atlético-GO nesta sexta-feira (25) à noite em Goiânia. Tropeços de Coritiba, Botafogo de Ribeirão Preto e Paraná Clube, se ocorrerem, também serão bem-vindos para o Coelho nesta reta final de Série B.

 

Desdenhada por muitos clubes, Copa Sul-Americana pode ser passaporte para o Mundial

Não é de hoje que muito se fala da necessidade dos clubes de levaram mais a sério a disputa da Copa Sul-Americana. Além de dinheiro e visibilidade, o torneio é um passaporte para várias outras disputas, podendo, a partir de agora, ser seletiva até mesmo para o desejado Mundial de Clubes da Fifa. Ainda não é uma informação oficial, mas pessoas ligadas à alta cúpula da Conmebol afirmam que a classificação de campeões da Copa Sul-Americana para o novo Mundial de Clubes da Fifa pode ser definida através de um torneio curto entre os quatro últimos vencedores da competição.

A Conmebol estuda como indicar os seis representantes do continente na primeira edição do torneio mundial em formato inchado, que será realizado em 2021. Vale lembrar que o Conselho da Fifa aprovou em março o Mundial quadrienal com 24 clubes.
Em recente evento realizado no Rio de Janeiro, o presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez, disse que quatro das seis vagas devem ficar com os campeões da Taça Libertadores de 2017 a 2020 — a edição 2021 ainda estará em andamento quando ocorrer o Mundial, programado para junho e julho. Grêmio e River Plate (ARG), campeões em 2017 e 2018 respectivamente estariam dentro. Os vencedores de 2019 e 2020 se juntariam a eles. Entretanto, ainda faltariam duas vagas, que tem boas chances de ficar com vencedores da Copa Sul-Americana.

Também existe a possibilidade do retorno da Supercopa dos campeões da Libertadores, que tem como prioridade aumentar a receita da entidade maior do continente com suas competições. Para tornar o torneio mais atraente aos olhos dos dirigentes dos clubes e de seus torcedores, ele poderá ser apresentado como classificatório para o novo formato do Mundial de Clubes da Fifa, que vai estrear em 2021, provavelmente na China. Neste caso, seriam duas vagas por meio da Supercopa, a ser disputada entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021 e as quatro vagas restantes da América do Sul seriam preenchidas pelos campeões da Libertadores e Sul-Americana de 2019 e 2020. A CBF não gostou da sugestão por causa da falta de datas do calendário brasileiro e também porque este período é utilizado para dar férias aos atletas profissionais no país.

 

Em jogo polêmico, Ideal bate o Paraopeba e conquista o título do Regional

Uma partida muito equilibrada e com forte reclamação contra a arbitragem marcou o encerramento do Campeonato Regional de Futebol Amador, em sua 38ª edição. Em jogo dramático, realizado no domingo pela manhã, na Arena do Jacaré, o Ideal derrotou o Paraopeba por 1 x 0, gol de Nathan aos 30 minutos do primeiro tempo e sagrou-se campeão da edição de 2019. A nota positiva foi a boa presença de público na Arena, mesmo com o forte calor registrado no domingo em Sete Lagoas.

O Ideal conquistou o título do Campeonato Regional ao bater o Paraopeba na Arena do Jacaré — Foto: ReproduçãoO Ideal conquistou o título do Campeonato Regional ao bater o Paraopeba na Arena do Jacaré — Foto: Reprodução

Nos minutos finais do jogo o Paraopeba pressionou bastante em busca do empate e chegou a marcar o gol, já nos acréscimos. Porém, o árbitro Cléver Assunção, que pertenceu aos quadros da Federação Mineira e da CBF, entendeu que houve uma falta na origem da jogada e anulou o tento do Tatu. A decisão da arbitragem gerou muitos protestos de atletas e dirigentes do Paraopeba e a partida foi encerrada em clima tenso.

A competição contou com apenas cinco participantes nesta temporada: Ideal, Paraopeba, Canários / Panelinha de Fortuna de Minas, Inhaumense e Paraíso de Araçai.

A classificação final da primeira fase ficou assim:

1º Ideal: 7 pontos, 2 vitórias, saldo de 12 gols e 15 gols marcados
2º Canários/Panelinha: 7 pontos, 2 vitórias, saldo de 3 gols e 7 gols marcados
3º Paraopeba: 7 pontos, 2 vitórias, saldo de 2 gols e 4 gols marcados
4º Inhaumense: 7 pontos, 2 vitórias, saldo de 0 gols e 4 gols marcados
5º Paraíso de Araçaí: 0 ponto

Com o título, o Ideal vai representar a Liga de Sete Lagoas no Campeonato Mineiro Amador de 2020.

Álvaro Vilaça é formado em Comunicação Social e Marketing, apresentador de TV, ex-narrador e ex-repórter esportivo da Rádio Inconfidência de Belo Horizonte, Diretor de Programação e Coordenador de Esportes da Rádio Eldorado e do Jornal Hoje Cidade. Também é o responsável pela coluna de Esportes do Jornal Notícia e é professor de Negociação, Compras e Marketing das Faculdades Promove de Sete Lagoas. Pós-Graduado em Administração e Marketing.




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados