Menu

Montreal entra para o grupo de campeões da Copa Eldorado: confira a lista de todos os campeões / Coluna / Álvaro Vilaça / Tempo Esportivo

Passada a grande final da 29ª Copa Eldorado / Elétrica Norte, cujo campeão foi o Montreal, numa final emocionante contra o Ideal, alguns assuntos seguem em pauta sobre o futebol amador de Sete Lagoas e região, sobretudo, no tocante às novidades que deverão surgir na próxima edição do torneio, com início previsto para meados de novembro.

Foto: Reprodução/Álvaro VilaçaFoto: Reprodução/Álvaro VilaçaTRINTA ANOS: Para a próxima edição, a direção da Rádio Eldorado planeja fazer algo especial, com incremento na premiação e ajustes no regulamento. Será o 30º ano da história da Copa Eldorado e certamente a edição terá muitos atrativos!

Na edição desta semana vamos relembrar todos os campeões da principal competição de futebol amador do interior de Minas Gerais. Os maiores ganhadores da Copa Eldorado São o River, com 04 títulos e Bangu e Santa Helena, com 03 títulos cada um.

Segue a lista das 29 edições já realizadas:

- 1987 / 1988 – Municipal
- 1988 / 1989 – Goitacazes
- 1989 / 1990 – Boa Vista
- 1990 / 1991 – Boa Vista
- 1991 / 1992 – Galícia
- 1992 / 1993 – Esperança
- 1993 / 1994 – Galícia
- 1994 / 1995 – Bangu
- 1995 / 1996 – Bangu
- 1996 / 1997 – Santa Helena
- 1997 / 1998 – River
- 1998 / 1999 – Bangu
- 1999 / 2000 – River
- 2000 / 2001 – Lokal de Santana de Pirapama
- 2001 / 2002 – Embrapa
- 2007 / 2008 – Uberlândia
- 2008 / 2009 – Samba Gol
- 2009 / 2010 – Ideal
- 2010 / 2011 – Curitiba
- 2011 / 2012 – CAP
- 2012 / 2013 – Pró-Minas
- 2013 / 2014 – Santa Helena
- 2014 / 2015 – River
- 2015 / 2016 – River
- 2016 / 2017 – NF Amigos / Borussia
- 2017 / 2018 – Curitiba
- 2018 / 2019 – Santa Helena
- 2019 / 2020 – Reitran
- 2021 / 2022 - Montreal

Tempo Esportivo

1º Tempo

Prestígio e força de bastidores! O Grupo Forte Futebol, criado na semana passada por 10 clubes emergentes da Série A (América, Atlético-GO, Athletico-PR, Avaí, Ceará, Coritiba, Cuiabá, Fortaleza, Goiás e Juventude), ganhou um importante aliado. Atual campeão brasileiro, da Copa do Brasil e agora da Supercopa, o Atlético aceitou um convite para exercer um papel de liderança nas tratativas para a criação de uma Liga Nacional no país.

O Galo não fará parte (pelo menos neste primeiro momento) do Forte Futebol. A ideia é que o clube haja como um integrante a mais do grupo, uma "voz" para facilitar o diálogo com outros grandes do país na missão de criar uma liga organizada.

O convite para o Atlético ser voz ativa no Forte Futebol surgiu do presidente do Athletico-PR, Mario Celso Petraglia. De forma explícita ele comemorou a entrada do Galo nas rodas de discussão e disse que o time mineiro deverá liderar as conversas com outras agremiações do país. Pode vir coisa boa por aí!

TROCA DE GENTILEZAS: Depois de levantar a primeira taça no comando do Atlético, no último domingo, contra o Flamengo, pela Supercopa do Brasil, Antonio Mohamed dedicou o troféu a uma pessoa especial para o torcedor atleticano: Cuca. Campeão de quase tudo com a equipe em 2021, o técnico tirou um período sabático para descansar. O paranaense agradeceu e disse se sentir lisonjeado com a homenagem.

Cuca deixou o comando do Galo no final de dezembro do ano passado. Na temporada mais vitoriosa da história do clube, teve 74,17% de aproveitamento à beira do campo, sendo 71 jogos e incríveis 48 vitórias, além de três títulos (Mineiro, Brasileiro e Copa do Brasil).

A cerca de 40 dias no cargo, Antonio Mohamed já se tornou o treinador campeão mais rapidamente do Atlético dos últimos 30 anos. A próxima taça disputada pelo Turco será a do Campeonato Mineiro, em que o Galo é vice-líder da competição até o momento, mas pode assumir a ponta, caso vença o Pouso Alegre neste sábado no Sul de Minas.

2º Tempo

Alento azul! Se ainda busca o encaixe perfeito no setor defensivo, o Cruzeiro de 2022 vem mostrando que é um time que joga para frente, assim como deseja o técnico Paulo Pezzolano e a gestão de Ronaldo Fenômeno. Comandado por Edu, referendado pelo próprio Ronaldo, o time tem o melhor início ofensivo pós-rebaixamento do clube em 2019.

O atacante, vindo do Brusque, tem cinco gols marcados. Balançou as redes nos quatro últimos jogos que atuou com a camisa celeste, garantindo o gol da vitória em três deles. Edu mantém a média de gols no início das últimas duas temporadas. São 14 gols marcados em oito partidas. A média do time se aproxima dos dois gols por jogo.

Nos anos anteriores, o desempenho foi abaixo. Com Adilson Batista, em 2020, o time também teve bom desempenho, marcando 13 gols em oito jogos. Ano passado, sob o comando de Felipe Conceição, foram balançadas seis vezes as redes nas oito primeiras partidas.

Como a Série B, principal objetivo do clube em 2022, só começa em abril, mesmo com o bom início de temporada, o torcedor celeste vive a esperança de que mais jogadores sejam contratados para aumentar a qualidade técnica do elenco, naquele que pode ser o ano do retorno do time azul para a elite do futebol nacional.

 



Publicidade

Links patrocinados MGID