Menu

Campeonato Mineiro já tem os classificados, mas briga na parte de baixo segue indefinida / Coluna / Álvaro Vilaça / Tempo Esportivo

Neste sábado, 19 de março, o Campeonato Mineiro chegará à última rodada da primeira fase com algumas disputas em aberto - entre elas, pela liderança e a luta contra a queda para o Módulo II estadual.

Foto: Álvaro VilaçaFoto: Álvaro VilaçaAtlético, Cruzeiro e Athletic brigam pela ponta e, juntos com a Caldense, já estão garantidos nas semifinais da competição. Veja o que pode acontecer na luta pela liderança na rodada final:

1º Atlético - 25 pontos, saldo de 15 gols (20 marcados e cinco sofridos)
2º Cruzeiro - 22 pontos, saldo de 11 gols (20 marcados e nove sofridos)
3º Athletic - 22 pontos, saldo de 10 gols (14 marcados e quatro sofridos)

Jogos da última rodada:

Atlético x Caldense - Mineirão, Belo Horizonte, às 16h30 de sábado
Patrocinense x Cruzeiro - Pedro Alves do Nascimento, às 16h30 de sábado
Athletic x Villa Nova - Joaquim Portugal, São João Del Rei, às 16h30 de sábado

Para não depender de outros resultados, o Galo precisa de pelo menos um empate contra a Caldense no Mineirão. Se perder, precisa contar com tropeços de Cruzeiro e Athletic.

Caso Cruzeiro e/ou Athletic vençam e o Atlético perca, a definição fica para os critérios de desempate. O saldo de gols do Galo é o maior no momento - 15, contra 11 do Cruzeiro e 10 do Athletic.

Para conquistar a liderança, o Cruzeiro precisa vencer o Patrocinense, torcer por uma derrota do Atlético e tirar a diferença de saldo de gols. Além disso, precisa que o Athletic não o ultrapasse (ou tropece contra o Villa Nova ou vença, mas não supere a Raposa no saldo de gols).

Já o Athletic precisa vencer o Villa, contar com um revés do Galo e tirar a diferença de saldo. Depende, ainda, de um tropeço do Cruzeiro diante do Patrocinense (ou que a Raposa vença, mas fique com saldo de gols pior).

Na parte de baixo da tabela, no momento, URT e Pouso Alegre estão caindo para o Módulo II, mas Patrocinense e Uberlândia não estão livres da degola.

Por sinal, Pouso Alegre e Uberlândia farão um confronto direto no Sul de Minas e existe até a possibilidade de que ambos se salvem, desde que o Pouso Alegre vença o jogo e que Patrocinense e URT empatem ou percam suas partidas.

O Patrocinense terá vida dura na rodada do final de semana, pois enfrentará o Cruzeiro. Já a URT vai jogar contra o Democrata de Governador Valadares, em Patos de Minas.

Neste campeonato à parte, o Uberlândia tem 09 pontos, Patrocinense e URT têm 07 (sendo que a URT já está dentro da zona de rebaixamento) e o Pouso Alegre é o lanterna com 06 pontos.

Tempo Esportivo

1º Tempo

O técnico da seleção brasileira masculina, Tite, convocou 25 jogadores para as partidas das Eliminatórias contra Chile, dia 24 de março, no Maracanã, e Bolívia, dia 29, em La Paz.

A principal novidade da lista é Gabriel Martinelli, jogador do Arsenal, convocado pela primeira vez.

O meia Arthur, da Juventus, também volta a aparecer numa convocação depois de mais de um ano. Quem também ressurge é o atacante Richarlison, do Everton.

Fora dos primeiros jogos do ano por conta de uma lesão no tornozelo esquerdo, Neymar voltou a ser chamado por Tite. O treinador afirmou na coletiva que o atacante está em um processo de evolução física, mesmo estando em baixa no futebol francês, sobretudo, após a eliminação na Liga dos Campeões da Europa para o Real Madrid.

O Brasil já está classificado para a Copa do Mundo e descobrirá os adversários no Catar em sorteio realizado pela Fifa no dia 1º de abril. Vale lembrar que a Seleção ainda terá de realizar a partida contra a Argentina, válida pela 6ª rodada das Eliminatórias, que acabou suspensa após intervenção de agentes da Anvisa e da Polícia Federal. O clássico ainda não tem data para ocorrer.

A seleção segue em baixa junto à grande massa de torcedores. A insistência de Tite com determinados atletas, aliada ao desconhecimento do torcedor brasileiro com relação a alguns nomes nas convocações, deixa o torcedor um tanto quanto descrente no tocante à participação do país na Copa do Mundo do Catar, em novembro. Ainda faltam alguns meses, é possível reverter o quadro, mas o conservadorismo excessivo e a teimosia precisam dar espaço a algo novo, uma filosofia diferente, que seja capaz de motivar os milhões de torcedores da seleção canarinho e aumentar a confiança do povo.

2º Tempo

No próximo dia 25 de março, quando o Atlético completará 114 anos de fundação, a Conmebol realizará em Assunção, no Paraguai, o sorteio da fase de grupos da Libertadores. O Galo estará de olho, já que é um dos oito cabeças de chave da competição.

O Atlético divide o pote 1 com o Palmeiras (atual campeão), as duplas argentinas e uruguaias, formadas por Boca e River, e Nacional e Penãrol, além do Flamengo e do Athletico-PR. O Furacão, por ser campeão da Sul-Americana, entraria direto no Pote 2, mas seu ranking da Conmebol aumentou, e ele virou cabeça de chave. Pior para o Cerro Porteño, que estava no Pote 1 como o "pior dos melhores" no ranking da entidade.

Desses clubes, nenhum o Atlético teve como rival na Libertadores. O Colón de Santa Fe, entretanto, já eliminou o Galo na semifinal da Sul-Americana de 2019. O Cerro Porteño, no pote 2, foi rival do Atlético na fase de grupos da Libertadores passada, ao lado do América de Cali (rival do Deportivo) e do La Guaira (Venezuela).

 



Publicidade

Links patrocinados MGID