Menu

Álvaro Vilaça

Comemorando 108 anos de sua fundação, Jacaré está a 10 jogos da glória / Coluna / Álvaro Vilaça / Tempo Esportivo

Lá se vão 108 anos! O Democrata foi fundado em 14 de junho de 1914, após seguidas reuniões de seus fundadores no "Bar Chique", ponto de encontro da sociedade sete-lagoana da época. A reunião do ato de fundação ocorreu na sala da residência do Senhor Bernardo de Figueiredo, o Paizinho, conhecido maestro da banda União dos Artistas.

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

A primeira partida oficial aconteceria em 06 de setembro do mesmo ano, contra o Ordem e Progresso, da cidade vizinha de Matozinhos. De onde saiu com sua primeira vitória, pelo placar de 4 a 1.

Profissionalizado somente em 1953, o Alvirrubro sete-lagoano tem como principais conquistas o vice-Campeonato Mineiro da Primeira Divisão nos anos 1955, 1957 e 1963 e o campeonato invicto do Módulo II (antiga Segunda Divisão), em 1981.

Personagens lendários da história de Sete Lagoas, como o saudoso Dr. Márcio Paulino, responsável por dois dos três vice-campeonatos mineiros, figuram na galeria dos ex-presidentes do Jacaré. Atualmente o clube é comandado por Renato Paiva, que está em seu terceiro ano de mandato e tem feito um grande trabalho, sobretudo nas áreas administrativa e financeira, numa busca incansável pelo saneamento das dívidas que tanto assolam a família democratense.

Para ele, estar à frente do Democrata é retribuir para Sete Lagoas, através do Democrata, o que o município lhe deu ao logo de sua vida. “Sou bisneto, neto e filho de democratense! Coincidentemente ainda fui criado no Recanto do Jacarés. Minha mãe morava lá e tinha uma fazenda próxima que se tornou o Recanto do Jacaré. Então, além de ir aos jogos do Democrata com meu pai e minha família, frequentei também o Recanto do Jacaré na minha infância e minha adolescência toda. Eu tenho o Democrata muito presente na minha vida e hoje, representa pra mim uma alegria muito grande de poder contribuir com a cidade, sem ter que se envolver diretamente com assuntos que dependeriam de política, uma instituição que a cidade gosta muito e a gente tem a felicidade de contribuir com ela e tentar resgatar o orgulho do sete-lagoano de vestir a camisa do Democrata. Graças a Deus, passo a passo, num trabalho de médio a longo prazo, estamos plantando essa sementinha aí, se Deus quiser vai dar certo e o Democrata vai voltar a dar orgulho para o sete-lagoano”.

O Comendador Gladstone Lopes, do Priorado dos Inconfidentes, falou sobre a condecoração que o clube receberá por homenagear o Alferes Joaquim José da Silva Xavier- Tiradentes - em uma de suas camisas, resgatando o momento histórico do período em que viveu no município. “O Democrata vai receber a Moeda comemorativa Minas Gerais 300 anos do Priorado dos Inconfidentes. Pra nós foi uma satisfação enorme quando vimos a camisa, ele até me presenteou com a camisa, Márcio Vicente que era membro do Priorado e escreveu o livro do Tiradentes em Sete Lagoas, era torcedor do Democrata, então assim, pra gente é uma enorme satisfação “.

HEXAGONAL FINAL: Apesar do tropeço dentro de casa, no último sábado, com a surpreendente derrota para o Tupynambás por 3 x 0, no fechamento da primeira fase do Campeonato Mineiro do Módulo II, todos no Democrata seguem confiantes de que a equipe pode fazer um grande Hexagonal Final e conquistar o acesso para a Primeira Divisão de Minas Gerais.

Após as 11 rodadas da fase inicial, a classificação geral do Módulo II ficou assim:

Posição Equipe PG J V E D GP GC SG %
1º Betim 20 11 6 2 3 12 9 3 61
2º Tupynambás 19 11 5 4 2 15 8 7 58
3º Boa Esporte 17 11 5 2 4 10 9 1 52
4º Varginha 17 11 4 5 2 10 5 5 52
5º Ipatinga 17 11 4 5 2 14 11 3 52
6º Democrata 16 11 4 4 3 13 11 2 48
7º Tupi 15 11 4 3 4 9 12 -3 45
8º União Luziense 15 11 4 3 4 9 13 -4 45
9º Nacional 12 11 3 3 5 9 11 -2 36
10º Aymorés 11 11 2 5 4 10 12 -2 33
11º Coimbra 10 11 2 4 5 8 12 -4 30
12º Uberaba 7 11 1 4 6 9 15 -6 21
PG: Pontos Ganhos | J: Jogos | V: Vitórias | E: Empates | D: Derrotas | GP: Gols Pró | GC: Gols Sofridos | SG: Saldo de Gols | %: Aproveitamento

A primeira fase do torneio foi disputada por 12 times. Estes 12 clubes jogaram entre si, em sistema de turno único, totalizando 11 rodadas. Os 06 primeiros classificados para o Hexagonal Final foram: Betim, Tupynambás, Boa Esporte, Varginha, Ipatinga e Democrata de Sete Lagoas. Coimbra e Uberaba foram rebaixados para a Segunda Divisão de 2023.

No Hexagonal Final as partidas ocorrerão em sistema de turno e returno, com um total de 10 rodadas. Veja os confrontos da primeira rodada, já no próximo final de semana:

Sábado:
15:00 – Betim x Tupynambás - Betim
16:00 – Ipatinga x Boa Esporte – Ipatinga

Domingo:
10:00 – Varginha x Democrata – Varginha

O primeiro jogo do Jacaré, em casa, neste Hexagonal, será diante do Betim, na quarta-feira da próxima semana, às 19:30 horas.

Todos os jogos do Democrata Jacaré são transmitidos pela Rádio Eldorado de Sete Lagoas. Para acompanhar as transmissões, sintonize no AM 1.300KHZ, no site eldorado1300.com.br ou através do aplicativo, que pode ser baixado pelo site da emissora ou pelo play store do seu aparelho celular.

 

Tempo Esportivo

1º Tempo

O Flamengo se mantém com a maior torcida do Brasil, indica pesquisa da Sport Track divulgada nesta semana, em um relatório da consultoria Convocados, em parceria com a XP Investimentos.

O levantamento indica que 24% dos brasileiros torcem para o Flamengo, número superior ao dos últimos anos (era 22,5% em 2020 e 19,5% em 2018).

Logo atrás, aparecem, na ordem, Corinthians (18%), São Paulo (11,5%) e Palmeiras (9,8%).

Nos números de 2022, chama a atenção a presença do Grêmio como quinto clube de maior torcida, à frente do Vasco, consolidando, agora com margem maior, uma vantagem que já havia aparecido na pesquisa anterior – mas que não se reflete na média história do levantamento, feito desde 1993.

Também se consolida a maior presença de torcedores do Atlético em comparação com o rival Cruzeiro. O Galo foi identificado como time do coração de 3,7% das pessoas, contra 2,8% da Raposa. É uma inversão quando se analisam os números de 2018 (4,5% para o Cruzeiro e 3,1% para o Atlético) e a média histórica (3,4% para o Cruzeiro e 2,3% para o Atlético).

A pesquisa ainda mostrou que Cruzeiro e Flamengo têm as torcidas mais jovens do país, com 60% e 54%, respectivamente, na faixa de 16 a 34 anos.

Santos e Fluminense, de acordo com o estudo, possuem os torcedores mais velhos.

O Tricolor carioca conta com 47% na faixa de 34 a 54 anos e com 28% acima de 55. Já o Peixe, com 31% entre 34 e 54 anos e 23% superior a 55.

O relatório também mostrou a preferência dos brasileiros sobre os clubes do exterior. Em pesquisa da Sport Track de 2021, o clube com maior torcida era o Barcelona, com 28%, seguido pelo Real Madrid, com 24%. O PSG de Neymar aparece terceiro, com 17%, acima do Manchester United, com 4%.

O Barcelona também era o primeiro nas pesquisas de 2012 (46%), 2018 (37%) e 2020 (36%), mas a vantagem tem caído. Em 2010, o Milan era o preferido no Brasil entre os clubes estrangeiros, com 30%.

2º Tempo

A angustia do torcedor cruzeirense está próxima de terminar dentro de campo, com um acesso muito provável, a se confirmar em alguns meses, para a elite do futebol brasileiro em 2023. Fora da 04 linhas o clube aguarda a homologação do seu plano de credores junto à Justiça do Trabalho, o que pode aliviar muito a pressão sobre as contas do clube e permitir dias um pouco mais tranquilos para a direção estrelada.

O clube explica que, para cálculo do repasse de receita da S.A.F. para a associação, foi considerada a receita líquida caixa como base de cálculo dos 20% que devem ser repassados, conforme determina a lei.

Na parte trabalhista, são mais de R$ 183 milhões previstos de passivo, entre reclamações na Justiça e extrajudiciais. No documento, o clube apresentou ter 96 casos judicializados e, grande parte deles (370), não incluídos em discussões judiciais.

A lei diz que 20% da receita do clube-empresa e 50% dos lucros e dividendos, caso tenha, devam ser destinados ao clube (associação) para pagar as dívidas. Em caso de conversão, e isso pode acontecer em até dez anos.

Ainda há muito o que se fazer, mas é inegável que muito já foi feito neste primeiro semestre de gestão de Ronaldo Fenômeno à frente do clube. Com transparência, competência e talento para negociar e captar recursos, a nova diretoria promete equalizar todos os problemas do Cruzeiro, ainda que isso leve alguns anos para acontecer. Que assim seja!

Links patrocinados MGID